EXCELENTE TEXTO PARA RELEITURA: AS SETE IGREJAS E AS SETE IDADES

seteO Apocalipse relata o estado das sete igrejas da Ásia, para as quais São João teve de escrever, com o fim de lhes comunicar advertências para sua salvação. Ora, as sete igrejas figuram as sete épocas ou sete idades da Igreja universal, desde a Ascensão do Senhor até o Segundo Advento. Todas se denominam por nomes místicos que designam profeticamente o traço característico de cada uma das épocas.

A primeira igreja é a de EFÉSIO (2, 1-7). Em grego, Efésio significa impulso, o princípio da expansão ou do direcionamento a uma finalidade. Esse nome convém à idade apostólica, pois que os apóstolos pregaram por todo o mundo, com crescente êxito, após receberem o sopro impetuoso do Espírito Santo; Deus os ajudava, confirmando suas palavras com sinais. Mas a advertência epistolar convém igualmente, nesta época de que falamos, aos falsos apóstolos mencionados amiúde por São Paulo, e à seita dos nicolaítas, fonte primeva do gnosticismo impuro, criada por um dos sete primeiros diáconos.Escrito ao anjo a Igreja de Éfeso: Conheço tuas obras e teu trabalho… tu provaste os que se declaravam apóstolos e não o eram, apanhaste-os em mentira… Contudo, tens em testemunho de teu fervor o ódio pela obras dos Nicolaítas, obras que eu também odeio etc.

A segunda igreja é a de ESMIRNA (2, 8-11). Este termo designa a mirra, e também a idade durante a qual, em razão da crueldade das perseguições e da grande amargura das tribulações, se cumpriu na Igreja o que predissera a boca profética: a mirra caiu gota a gota de minhas mãos, e meus dedos estão cheios da mais excelente mirra (Ct 5, 5). Por isso, afirma o anjo à igreja de Esmirna: Eis que o diabo vai lançar alguns dentre vós no cárcere, para vos pôr à prova, e vossa aflição durará dez dias, significando claramente as dez perseguições gerais.

A terceira igreja é a de PÉRGAMO (2, 12-17). Célebre por sua literatura profana, Pérgamo é a cidade que deu origem ao pergaminho, batizando-o com seu nome. Quando alguém se refere à “pele de Pérgamo”, mais conhecida sob o nome de pergaminho, logo vem ao espírito os livros publicados e os embates e controvérsias travados com a pluma. Corresponde a igreja de Pérgamo à terceira idade, à época de Constantino, em que cessaram as perseguições cruéis aos santos e doutores, e se propagaram também as grandes heresias que satã perpetrara – os arianos, os maniqueus, os pelagianos, os nestorianos etc.. Deus suscitou grandes homens para defender a verdade, homens dignos de eterna memória: Atanásio, Basílio, Gregório Nazianseno, Ambrósio, Jerônimo, Agostinho, os dois Cirilos, e muitos outros ainda, que ilustraram magnificamente a fé católica em seus escritos. Logo, é de justiça que Pérgamo represente a terceira idade. É de justiça que se enviasse a advertência ao anjo desta igreja que, apesar de louvada pela constância da fé, está de contínuo exposta a grandes perigos, visto que habita na sé do trono de satã, havendo de se defender do sítio das doutrinas heréticas: Escrito ao anjo da igreja de Pérgamo: eu sei que habitais na sé do trono de satã, e que preservastes meu nome e não renegastes a fé etc.. Continuar lendo

SUA AJUDA É MAIS QUE NECESSÁRIA

CAPELAA caridade é paciente, a caridade é benigna; não é invejosa, não é altiva nem orgulhosa; não é inconveniente, não procura o próprio interesse; não se irrita, não guarda ressentimento; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. (1 Cor 13, 4)

***************************************************************

Sabemos que o mundo que vivemos é movido por ideias, por sonhos, por propósitos que são transformados em realidade por aqueles que, como o(a) senhor(a), lutam, batalham, enfrentam a vida de frente. Por vezes, em busca dessas ideias, podemos nos deparar com circunstâncias desfavoráveis, com reveses, com situações que podem nos desanimar, nos irritar em demasia, que podem fazer com que, ainda que por um pequeno lapso de tempo, pensemos em abandonar tudo.

Nessas horas desfavoráveis, onde tudo parece nos escapar, sempre recorremos ao nosso Pai celestial, clamando por suas bênçãos, por sua proteção e pela força necessária para continuarmos.

Tratando ainda das ideias, há ideias boas e ideias ruins, há ideias que serão benéficas para todos, enquanto que há ideias que trarão prejuízos para muitos. O empreendedor, por exemplo, ao se propor um negócio, visa, além de garantir seu sustento, proporcionar à sociedade algo que gerará renda, riquezas, empregos, bens para todos.

O jovem que quer ser professor, ao se propor tal nobre função, visa, além de realizar seu sonho, seu propósito, transmitir a milhares de jovens conhecimentos que lhes serão valiosos na busca de suas próprias ideias. Continuar lendo

D. ALFONSO DE GALARRETA ORDENA DOIS PADRES NA UCRÂNIA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

No domingo, 17 de novembro, Sua Excelência D. Alfonso de Galarreta ordenou sacerdotes 2 diáconos da Fraternidade São Josafá, em Lvov, Ucrânia. Essa ordenação eleva para 21 o número de padres dessa comunidade amiga da Tradição, que são ordenados pelos Bispos da Fraternidade São Pio X. Uma delegação do Seminário de Zaitzkofen esteve presente para esta cerimônia. 

A Santa Fraternidade do Hieromartir São Josafá Koncévitch, mais conhecida por Fraternidade Sacerdotal São Josafá, é uma sociedade de padres católicos ucranianos de rito oriental eslavo.

Colocada sob o patrocínio de São Josafá Koncévitch (1584-1623), a Fraternidade foi fundada no ano 2000 pelo Padre Basil Kovpak. Seu objetivo é a formação de padres e o apostolado paroquial. Ela mantém a tradição da Igreja Greco-Católica Ucraniana, de rito bizantino.

O Pe. Patrice Laroche, professor em Zaitzkofen e grande poliglota, dá aulas regularmente para essa Fraternidade durante o ano letivo.

Um de seus padres, Pe. Olexij Koshla, está passando 1 ano em Zaitzkofen a fim de fortalecer os laços com a FSSPX. 

29 DE NOVEMBRO: ANIVERSÁRIO DE NASCIMENTO DE MONS. MARCEL LEFEBVRE

Resultado de imagem para MARCEL LEFEBVRE"Na quarta-feira, 29 de novembro de 1905, nasceu em Tourcoing Marcel Lefebvre, terceiro filho de René Lefebvre e Gabrielle. Já era muito tarde para batizar o recém-nascido. Assim, foi no dia seguinte, na festa do apóstolo Santo André, que Marcel, François, Marie e Joseph foram levados à fonte batismal da igreja de Notre-Dame.

D. Tissier de Mallerais escreve:

A mãe nunca esperou estar de pé para ter seus filhos batizados. A família foi sem ela à igreja, e foi apenas em seu retorno que ela consentiu em beijar o bebê, renascido para a vida divina e adornado a com graça santificante. Ao abraçar Marcel, a quem sua empregada Louise lhe apresentou, ela foi iluminada por uma daquelas intuições que lhe eram habituais e disse: “Este terá um grande papel a desempenhar na Santa Igreja junto ao Santo Padre“.

*************************

Para saber mais sobre sua vida há um DOCUMENTÁRIO em vídeo que pode ser adquirido clicando AQUI ou AQUI

Há também um SITE DA FSSPX DEDICADO À D. LEFEBVRE

E em nosso blog uma PÁGINA COM O RESUMO DE SUA VIDA e dois de seus livros que são importantíssimos no entendimento da crise na Igreja: CARTA ABERTA AOS CATÓLICOS PERPLEXOS e DO LIBERALISMO À APOSTASIA.

EM FÁTIMA, O CATECISMO DE NOSSA SENHORA: CONSOLAR A DEUS

Nossa Senhora apareceu na Cova da Iria para lembrar ao mundo que a “única coisa necessária” consiste em buscar, em primeiro lugar, todo o reino de Deus e Sua justiça.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Isso significa que devemos prestar a Deus o que lhe é devido: toda honra e toda glória. Se sua majestade é ofendida pelo orgulho do homem, então a justiça consiste em perfeita reparação à sua majestade ultrajada, através da penitência, da expiação e de todos os atos que restauram a ordem verdadeira.

Qual é então a resposta mais perfeita que podemos dar, pobres pecadores confrontados com a agonia de Nosso Senhor e Sua cruel paixão? Qual, então, poderia ser esse ato perfeito de amor que Deus nos pede em seu primeiro e maior mandamento? Nosso Senhor mesmo nos dá a resposta: “Busquei em vão a compaixão, busquei um consolador, mas não encontrei ninguém“. A devoção ao Seu Sagrado Coração não é senão um ato de reparação e de expiação a fim de consolá-Lo. O coração repleto de amor diz a Nosso Senhor: “Se em todos os lugares onde Vós bateis ninguém Vos responde, se Vós fostes expulso da sociedade, das instituições, das famílias e até mesmo de Vossas próprias igrejas, se Vós estais sozinho e desprezado, Vós, o Criador e Mestre de tudo, então desejo abrir-Vos largamente o meu coração, oferecer-Vos conforto e refúgio, para que Vós sejais bem-vindo, certamente pobre, mas sincero, onde podeis descansar Vossa cabeça e encontrar um lugar de descanso. Quanto mais Vos rejeitarem, mais Vos quero receber; quanto mais Vos esquecerem, mais eu quero lembrar de Vós; quanto mais distantes estão de Vós, mais quero me voltar a Vós; quanto mais desprezam o Vosso amor, mais eu quero honrá-Lo; quanto mais encherem Vossa alma de tristeza e lágrimas, mais quero consolar-Vos! 

Nossa Senhora escolheu as crianças de Fátima para nos ajudar a entender a grandeza e a importância desses desejos do coração. O pequeno Francisco não foi capaz de levar uma vida de missionário ou de monge contemplativo; ele só podia oferecer suas simples orações e seus sacrifícios, assim como Santa Verônica só podia apresentar um lenço a nosso Senhor torturado e desprezado. Externamente, essas coisas não são nada, mas interiormente há um ato supremo de amor que deu à Verônica o mérito de tornar-se santa e de ver Cristo com seu rosto sofrido impresso não apenas em seu véu, mas em sua própria alma. E quem, entre nós, não é capaz de imitar as ações simples de uma pequena criança para consolar Nosso Senhor e Nossa Senhora?

Como o mundo nega a glória e a honra devidas a Deus, é necessário fazer um ato de reparação. Isto é feito principalmente através do amor, e o primeiro ato de amor é estar com o Ser amado, de Lhe contemplar e viver sempre em Sua presença. O segundo ato de amor é reparar a ofensa por um movimento oposto. Talvez não haja nada mais emocionante do que o coração agradecido de uma criança que deseja dar alegria ao seu pai e à sua mãe e que os consola com um sorriso e uma chama ardente de amor.

COLABORE COM NOSSA CAMPANHA

CAPELA“A caridade é paciente, a caridade é benigna; não é invejosa, não é altiva nem orgulhosa; não é inconveniente, não procura o próprio interesse; não se irrita, não guarda ressentimento; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. (1 Cor 13, 4)

***************************************************************

Sabemos que o mundo que vivemos é movido por ideias, por sonhos, por propósitos que são transformados em realidade por aqueles que, como o(a) senhor(a), lutam, batalham, enfrentam a vida de frente. Por vezes, em busca dessas ideias, podemos nos deparar com circunstâncias desfavoráveis, com reveses, com situações que podem nos desanimar, nos irritar em demasia, que podem fazer com que, ainda que por um pequeno lapso de tempo, pensemos em abandonar tudo.

Nessas horas desfavoráveis, onde tudo parece nos escapar, sempre recorremos ao nosso Pai celestial, clamando por suas bênçãos, por sua proteção e pela força necessária para continuarmos.

Tratando ainda das ideias, há ideias boas e ideias ruins, há ideias que serão benéficas para todos, enquanto que há ideias que trarão prejuízos para muitos. O empreendedor, por exemplo, ao se propor um negócio, visa, além de garantir seu sustento, proporcionar à sociedade algo que gerará renda, riquezas, empregos, bens para todos.

O jovem que quer ser professor, ao se propor tal nobre função, visa, além de realizar seu sonho, seu propósito, transmitir a milhares de jovens conhecimentos que lhes serão valiosos na busca de suas próprias ideias.

Além do professor, do empreendedor, do político, do motorista, do médico, do advogado, da dona de casa, há aqueles que têm um propósito de primeira grandeza, visto que, se desapegando de tudo o que existe sobre a terra, de seus próprios sonhos, eles lutam para elevar o homem a uma dignidade e a um estado sobrenaturais, para transmitir o amor e a justiça de Deus a todos.

Ocorre que esses homens, revestidos de uma dignidade elevada, por uma razão da Providência divina, também precisam da ajuda dos seus semelhantes, do mais simples dos homens, ao mais poderoso dos reis. Tanto que vemos ao longo da história Ocidental reis e plebeus trabalharem juntos na construção dos mais belos santuários desenhados pelo gênio humano: as catedrais e capelas.

E eles o faziam porque o templo dedicado a Deus é o local onde o empresário, o operário, a dona de casa, o prefeito, o professor, onde todos nós iremos buscar a força necessária para lutarmos, para enfrentarmos de cabeça erguida os desafios que encontramos em nosso caminho, onde iremos construir o nosso castelo interior.

E esse é nosso objetivo, edificar almas, construir moradas interiores sólidas, capazes de lutarem por suas ideias e, principalmente, pelo fim último de todo homem, o CéuE para isso, recorremos à vossa generosidade, CONVIDANDO-O(A) A SER UM DE NOSSOS BENFEITORES, NOS AJUDANDO NA COMPRA DE UM TERRENO E POSTERIOR CONSTRUÇÃO DA NOSSA PEQUENA CAPELA E NOSSO CENTRO CULTURAL.

Local onde nós, onde o(a) senhor(a) e tantos outros poderão encontrar um refrigério para as lutas diárias, onde gerações e mais gerações serão formadas na justiça, na verdadeira fraternidade e no amor ao próximo, onde, juntos, poderemos oferecer ao Altíssimo, o Deus que tem nos cumulado de tantas bênçãos, um sacrifício agradável.

Sabemos da limitação financeira que a todos atinge, mas por outro lado, a necessidade atual de ministrar sacramentos e proporcionar uma boa formação religiosa e moral nos motiva entusiasticamente a buscar todos os meios possíveis para a aquisição do terreno, construção da Capela e do Centro Cultural, por amor à Nosso Senhor.

E em contrapartida a essa ajuda, comprometemos a:

  • Incluir em nossas orações cotidianas os benfeitores e suas famílias;
  • Rezar Missas pelos nossos benfeitores e suas famílias;
  • Inserir, em nosso site a logomarca de sua empresa ou o nome do benfeitor, se assim desejar.

Ajude-nos nesse projeto. Seja um BENFEITOR da FSSPX em Ribeirão Preto. AUXILIE-NOS EM UMA DAS MAIS NOBRES AÇÕES QUE UM CATÓLICO PODE FAZER EM SUA VIDA: AJUDAR NA EDIFICAÇÃO DE UMA CAPELA.

COMO? ATRAVÉS DE UMA DOAÇÃO ESPONTÂNEA OU MENSAL, DENTRO DE VOSSA POSSIBILIDADE.

FAÇAM SUAS DOAÇÕES EM NOME DA:

ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA E CULTURAL SÃO PIO X
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência. 1374
Conta Poupança: 401124-3 (Operação: 013)

CNPJ: 09.385.198/0001-43

Após a doação, envie-nos um email (capela@catolicosribeiraopreto.com) para adicionarmos seu nome em nossa lista de benfeitores.

Ao doarem, vocês estão ajudando na difusão e expansão da fé católica pelo interior do Brasil, ajudando a Igreja a levar o doce néctar da doutrina de Cristo àqueles que tanto necessitam, a começar por nós mesmos!

“Com a ajuda de todos os fiéis, ainda que mínima, concluiremos mais uma obra pela Santa Igreja Católica e o restabelecimento do Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo no Brasil”.

CLIQUE AQUI PARA ALGUMAS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PROJETO

AS INDULGÊNCIAS PELOS DEFUNTOS

indul

Tradução: Dominus Est

De 1 à 8 de novembro, os fiéis podem lucrar, em qualquer dia, uma indulgência plenária aplicável às almas do purgatório:

  • De 1 à 8: nas condições usuais, visita a um cemitério rezando pelos defuntos.
  • No dia 2 de novembro: nas condições usuais, visita a uma igreja recitando um Pater e um Credo e rezando pelos mortos.

Condições usuais:

1 – Estar na graça de Deus (estado de graça), desapegado de qualquer afeição ao pecado, mesmo venial;

2 – Confissão;

3 – Comunhão sacramental;

4 – Oração (por exemplo: um Pater e uma Ave Maria) segundo as intenções do Sumo Pontífice (que são: a exaltação da Igreja, a propagação da fé, a extirpação das heresias, a conversão dos pecadores, a concórdia entre os príncipes – países – cristãos)

*************

– É conveniente fazer a comunhão e a oração segundo a intenção do Papa no mesmo dia. Todavia, as condições 2, 3 e 4 podem ser cumpridas alguns dias antes ou depois.

– A comunhão e a oração, segundo as intenções do Papa, devem ser feitas para a indulgência completa.

– Se faltar uma das condições, a indulgência será somente parcial

************

Um vídeo explicativo sobre as indulgências pode ser visto clicando aqui

Sobre o que Santo Tomás ensina sobre os Sufrágios pelos Mortos, clique aqui.

FOTOS DA TRADICIONAL PEREGRINAÇÃO DA FSSPX À LOURDES (2019) – TERCEIRO DIA

Fonte: La Porte Latine (aqui e aqui) – Tradução: Dominus Est

MISSA DA SEGUNDA FEIRA – 28 DE OUTUBRO 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foram ainda milhares de fiéis que, neste terceiro dia de peregrinação da Tradição, assistiram à Missa solene de São Simão e São Judas, celebrada pelo Pe. Gonzague Peignot, Superior da Escola Saint Joseph des Carmes, de Montreal-de-l’Aude, na basílica de São Pio X de Lourdes.

O celebrante foi assistido pelo Pe. Jean-Marie Lebourg, colaborador do Priorado de Saint-Pierre-Julien-Eymard de Meylan, e Pe. Cyprien du Crest, colaborador do Priorado de Saint-Irénée de Lyon .

O ROSÁRIO E A DESPEDIDA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi o Padre Lionel Héry, Prior do Priorado Saint-Martin de Saint-Avertin, quem meditou o último rosário na Gruta, na presença dos fiéis que participaram dos três dias desta peregrinação 2019.

Neste último dia de peregrinação, muitos peregrinos vieram recitar um último rosário oferecido para reparação à Rainha do Céu.

Após o rosário meditado, o padre Benoît de Jorna, Superior do Distrito da Françaagradeceu as autoridades do Santuário, os organizadores, em particular a Escola de Etcharryas comunidades amigas e renovou a Consagração do Distrito ao Imaculado e Doloroso Coração de Maria. 

Finalmente deu sua benção aos fiéis presentes, desejando-lhes que venham ainda em maior número no próximo ano.

Deo gratias!

 

FOTOS DA TRADICIONAL PEREGRINAÇÃO DA FSSPX À LOURDES (2019) – SEGUNDO DIA

Fonte: La Porte Latine (aquiaqui e aqui) – Tradução: Dominus Est

MISSA SOLENE DO DOMINGO DE CRISTO REI – 27 DE OUTUBRO

Este slideshow necessita de JavaScript.

Neste segundo dia de peregrinação, cerca de 5.500 fiéis se deslocaram para presenciar a Missa solene celebrada pelo Pe. Benoît de Jorna na Basílica de São Pio X, em Lourdes.

O Superior do Distrito da FSSPX na França foi assistido pelo Pe. Michaël Demierre, professor e mestre dos noviços do Seminário Santo Cura d’Ars, de Flavigny e do Pe. Michel de Sivry, diretor da Escola São João Batista de la Salle, de Camblain-l’Abbé.

ROSÁRIO NA GRUTA

Este slideshow necessita de JavaScript.

VÉSPERAS, PROCISSÃO DO SANTÍSSIMO E BENÇÃO DOS DOENTES

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma vez cantadas as Vésperas Solenes, o Santíssimo Sacramento foi exposto à adoração dos fiéis. Vai começar um dos momentos mais fortes desta peregrinação: a procissão de Nosso Senhor, seguida por milhares de peregrinos, através da esplanada do Santuário de Lourdes, onde todos poderão adorar a Cristo Rei, Príncipe da Paz e Mestre das Nações através da presença real de Deus na Hóstia 

A procissão eucarística é um grande momento de fervor popular, sempre muito aguardada pelos peregrinos e pelos habitantes da cidade mariana de Lourdes. Muitas vezes, os rostos estão repletos de seriedade e alegria interior à vista do Rei dos reis levado triunfante pelo santuário mariano.

Nós vos adoramos, ó Cristo, e vos bendizemos, 
porque redimistes o mundo pela vossa santa cruz”.

Foi o Pe. Benoît de Jorna, Superior do Distrito da França , que teve a honra de levar Nosso Senhor em procissão, cercado por uma “falange” de padres, religiosos e freiras dos cinco continentes onde a Fraternidade exerce seu apostolado. O Superior abençoa os doentes, desenhando com o Ostensório o sinal da cruz diante de cada um deles. Em Lourdes, Deus vem àqueles que lutam, aqueles que sofrem, aqueles que precisam ser aliviados. 

Como o paralítico que é descido até seu Filho, eles vieram se confiar a Ele e se entregar à sua clemência. Ao lado deles, as valentes irmãzinhas de São João Batista, de Rafflay, demonstraram uma caridade ímpar para atender as menores necessidades materiais de cada um deles.

Um pensamento de reconhecimento por todos aqueles que levam os muitos carrinhos/cadeiras de rodas dos doentes com uma dedicação que mostra a caridade para com os mais fracos, ou seja, o amor de Deus:

Ubi caritas et amor, Deus ibi est – Onde estão a caridade e o amor, Deus está presente.

FOTOS DA TRADICIONAL PEREGRINAÇÃO DA FSSPX À LOURDES (2019) – PRIMEIRO DIA

Fonte: La Porte Latine (aqui, aqui e aqui) – Tradução: Dominus Est

Mais de 4000 fiéis da Tradição vieram rezar a Nossa Senhora de Lourdes pela salvação da Igreja e pelo estabelecimento do reinado de Cristo Rei.

MISSA SOLENE DE SÁBADO 26 DE OUTUBRO DE 2019

Este slideshow necessita de JavaScript.

De fato, foram cerca de 4.000 fiéis que, no primeiro dia da Peregrinação Internacional de Cristo Rei, estiveram presentes na Missa solene celebrada pelo Pe. Pier-Paolo Petrucci , Prior de Saint-Nicolas du Chardonnet, na Basílica de São Pio X de Lourdes.

Ele foi assistido pelo Pe. Turpault, Prior da Unieux, e pelo Pe. Morille, colaborador do Priorado de Bergerac.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Terminada a santa comunhão, distribuída por 30 padres da FSSPX e das comunidades amigas ​​ Pier Paolo Petrucci deu a bênção final e todos se prepararam para participar das três estações da cruz nas planícies e montanhas de Espélugues.

A VIA SACRA DE ESPÉLUGUES

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após a Missa onde Cristo se ofereceu por nós como vítima propiciatória, é sempre um momento de grande emoção realizar as duas Vias Sacras onde, em união com todos os nossos doentes, cada um oferece seus sofrimentos com uma imensa confiança em Nossa Senhora. 

Diante do afluxo dos fiéis às Estações da Cruz, os organizadores organizaram três grupos distintos de penitentes.

  • Pregador da grande Via Sacra de Espélugues nº 1: Padre Raymond OP
  • Pregador da grande Via Sacra de Espélugues nº 2: Pe. de Fraissinette
  • Pregador da Via Sacra dos enfermos na planície: Pe. Vincent Gélineau

Este slideshow necessita de JavaScript.

No final da missa solene, a grande multidão se dividiu em três grupos: se a maior parte sobe a montanha de Espelugues, os doentes são direcionados para a pradaria. Todos são convidados a seguir o caminho da cruz, a meditar os mistérios da paixão e morte de Nosso Senhor.

“Sobre vossa herança fizestes cair generosa chuva, e restaurastes suas forças fatigadas” (Sl 67,10)

“Quando atravessam o vale árido, eles o transformam em fontes, e a chuva do outono vem cobri-los de bênçãos. 8.Seu vigor aumenta à medida que avançam, porque logo verão o Deus dos deuses em Sião. 9.Senhor dos exércitos, escutai minha oração, prestai-me ouvidos, ó Deus de Jacó.” (Sl 83,7-9)

Lourdes é um milagre permanente e a via sacra dos doentes é uma súplica silenciosa de sofrimento e de confiança Nele, que tudo pode!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quando o Filho de Deus, cai sob o peso da madeira, quando é crucificado, quando morre na cruz, o fiel põe o joelho sobre o cascalho como que para responder melhor ao chamado repetido de Nossa Senhora à Bernadette Soubirous:

“Penitência! Penitência! Penitência! “.

A PROCISSÃO DAS VELAS

A procissão das velas, cada vez mais, é uma oportunidade para os peregrinos “alheios à Tradição” se juntarem às nossas orações e encontrar nessa ocasião a beleza das cerimônias do período anterior ao Vaticano II ….

Milhares de fiéis se reuniram nas planícies para uma longa e magnífica procissão de velas organizada em torno da Fraternidade Sacerdotal São Pio X e das comunidades amigas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muitos padres, religiosos, religiosas e seminaristas haviam se jogado aos pés de Nossa Senhora de Lourdes para lhe implorar a salvação de sua Igreja.

Se tivéssemos que procurar um dos lugares mais carentes, poderíamos encontrar a Gruta de Massabielle, em Lourdes. É, no entanto, em direção a esse local rochoso, nebuloso e lamacento, nas paredes das quais correm as trepadeiras que incansavelmente se encontram as multidões de cristãos – dos príncipes aos mais carentes – para pedir uma cura, para implorar uma conversão.

Uma vigília de orações na Gruta, das 23:30h às 18:00h, concluiu esta súplica à Santíssima Virgem Maria a quem seu divino Filho nada recusa.

Ó Nossa Senhora, salvai-nos, salvai a Igreja, salvai nossas almas!

A FORMAÇÃO DE FUTUROS SACERDOTES

Posts sobre o assunto podem vistos nesses links:

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

PEREGRINAÇÕES RECENTES NA ARGENTINA – 2019

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

No domingo, 13 de outubro de 2019, realizou-se a 28ª Peregrinação da Fraternidade São Pio X da América do Sul, a Luján, o Santuário Nacional da Argentina.

Partindo pela manhã do Seminário de Nossa Senhora Corredentora, em La Reja, os peregrinos chegaram a Lujan depois de uma caminhada de 30 quilômetros para a Missa solene seguida por uma procissão até a basílica.

Estiveram presentes D. Alfonso de Galarreta, Padre Mario Trejo – Superior do Distrito, Padre Jean de Lassus – Diretor do Seminário, Padre Philippe Brunet – vindo da Espanha e muitos padres assegurando a capelania da peregrinação.

Todo o seminário, as Irmãs da FSSPX e as Professoras Dominicanas do Santo Nome de Jesus e do Imaculado Coração de Maria, juntaram-se a esta manifestação de fé e piedade, que reuniu em torno de mil fiéis.

A consagração do Distrito ao Imaculado Coração de Maria foi renovada por D. de Galarreta e pelo Pe. Trejo aos pés de Nossa Senhora de Luján, padroeira da Argentina, Paraguai e Uruguai.

*******************************

Fonte: FSSPX Sud America – Tradução: Dominus Est

No dia 21 de setembro, em Córdoba, ocorreu a primeira Peregrinação a Villa Cura Brochero, seguindo os passos que o venerado sacerdote argentino realizava em sua obra apostólica. No local, a missa solene foi celebrada na Igreja de Nossa Senhora do Trânsito.

Após vários meses de organização, 6 padres (2 do Seminário e 4 do Priorado de Córdoba), 24 seminaristas (de Espiritualidade a Teologia) e fiéis (casados, crianças, solteiros) se reuniram às 2:30h da manhã na Capela de Alta Gracia, onde estavam localizados os ônibus e vans que os levariam. Uma hora depois, os veículos partiram para Giulio Césare, nas Altas Crumbres, de onde sairia a Peregrinação.

Ainda à noite, sob a luz da lua e das estrelas do céu de Córdoba, a Peregrinação começou com uma pregação do Padre Juan Martín Albisu, a oração do Itinerarium Clericorum  e a bênção dos peregrinos. Cerca de duzentas pessoas saíram a pé às 5:45h (algumas famílias se juntaram no meio da caminhada), em sua maioria fiéis de Córdoba, e muitos de Corrientes, Mendoza, Rosário, Buenos Aires, Santiago del Estero, Tucumán e Salta.

A peregrinação foi dividida em 5 grupos de cerca de 40 pessoas. Em cada grupo, havia 4 seminaristas que cuidadosamente prepararam as meditações sobre a vida do Cura Brochero. Com essas meditações, destacaram diferentes aspectos de seu sacerdócio, para incentivar os fiéis a considerar a importância da vocação sacerdotal e religiosa.

Músicas e orações se alternaram ao longo da caminhada. A beleza da paisagem, o silêncio das montanhas e a contemplação do amanhecer favoreceram enormemente a atmosfera de oração e recolhimento dos peregrinos. Os fiéis puderam aproveitar a presença do diretor e de um professor do seminário, somada a presença dos padres do Priorado de Córdoba, para confessarem-se.

Às 9:00, chegou-se a Villa Benegas, na metade do caminho, onde os peregrinos dividiam um café da manhã para aquecer o corpo após várias horas de caminhada com o vento frio da montanha: mate cozido com criollitos para animar os peregrinos.

Às 9:40, o padre Ivan Bersano se encarregou da pregação para retomar a caminhada, que, tomando como base a frase usada pelo Cura Brochero quando se colocou a primeira pedra da Casa de exercícios, arruína-te, demônio, encorajou os jovens presentes a considerá-la e tê-la consigo, abraçando generosamente o chamado de Deus, se houver, para a vocação sacerdotal ou religiosa.

A peregrinação continuou sua caminhada e, às 13:30h, chegou-se ao Santuário de Cura Brochero, a igreja de Nossa Senhora do Trânsito, onde o padre Carlos Caliri, Prior de Córdoba, celebrou a Missa solene. No final da Missa, os sacerdotes, seminaristas e todas as famílias se consagraram à Santíssima Virgem.

Terminada a cerimônia, todos os peregrinos compartilharam um almoço no salão “Mi Purisima”, perto do santuário. As crianças fizeram uma peça de teatro inspirada na “Cantata Brocheriana” de Carlos Difulvio para encerrar a jornada.

Um dia cheio de bênçãos e orações que subiram ao céu para pedir a Deus santos sacerdotes e religiosos pela Igreja.

TONSURA, ORDENS MENORES E SUBDIACONATO EM LA REJA – 2019

Fonte: Seminario Nuestra Señora Corredentora – Tradução: Dominus Est

Neste sábado, 12 de outubro de 2019, ocorreu a cerimônia de ordenações no Seminário, na qual D. Alfonso de Galarreta conferiu as diferentes Ordens aos seminaristas:

Tonsura, para os seminaristas do 2º ano  (2 argentinos, 1 brasileiro, 1 espanhol e 1 mexicano);

Primeiras Ordens Menores, de Hostiário e Leitor, aos seminaristas do  3º ano (1 argentino e 1 mexicano);

Segundas Ordens Menores, de Exorcista e Acólito aos seminaristas do  4º ano  (2 argentinos, 1 espanhol e 1 brasileiro);

Subdiaconato, aos seminaristas do 5º ano  (2 argentinos, 1 brasileiro e 1 guatemalteco).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Embora o clima não tenha ajudado muito, já que foram 2 dias de chuva intensa, foram muitos os fiéis que puderam assistir essa bela cerimônia, particularmente muitas famílias dos seminaristas que receberam as ordens sagradas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Confiamos suas orações a esses novos levitas, para que Deus lhes conceda a santificação de seu novo estado eclesiástico, e para que todas essas graças recebidas frutifiquem abundantemente em suas almas.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

CONTRIBUA CONOSCO, PRECISAMOS DE SUA AJUDA!

CAPELA“A caridade é paciente, a caridade é benigna; não é invejosa, não é altiva nem orgulhosa; não é inconveniente, não procura o próprio interesse; não se irrita, não guarda ressentimento; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. (1 Cor 13, 4)

***************************************************************

Sabemos que o mundo que vivemos é movido por ideias, por sonhos, por propósitos que são transformados em realidade por aqueles que, como o(a) senhor(a), lutam, batalham, enfrentam a vida de frente. Por vezes, em busca dessas ideias, podemos nos deparar com circunstâncias desfavoráveis, com reveses, com situações que podem nos desanimar, nos irritar em demasia, que podem fazer com que, ainda que por um pequeno lapso de tempo, pensemos em abandonar tudo.

Nessas horas desfavoráveis, onde tudo parece nos escapar, sempre recorremos ao nosso Pai celestial, clamando por suas bênçãos, por sua proteção e pela força necessária para continuarmos.

Tratando ainda das ideias, há ideias boas e ideias ruins, há ideias que serão benéficas para todos, enquanto que há ideias que trarão prejuízos para muitos. O empreendedor, por exemplo, ao se propor um negócio, visa, além de garantir seu sustento, proporcionar à sociedade algo que gerará renda, riquezas, empregos, bens para todos.

O jovem que quer ser professor, ao se propor tal nobre função, visa, além de realizar seu sonho, seu propósito, transmitir a milhares de jovens conhecimentos que lhes serão valiosos na busca de suas próprias ideias. Continuar lendo

LA REJA, 29 DE SETEMBRO: COMPROMISSOS NA FSSPX E RENOVAÇÃO DE VOTOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Seminario Nuestra Señora Corredentora – Tradução: Dominus Est

No dia 29 de setembro, festa de São Miguel Arcanjo, na missa maior rezada pelo Reitor do Seminário, Pe. de Lassus, assistimos aos compromissos dos seminaristas da FSSPX, bem como a renovação dos votos religiosos de nossos Irmãos. Por esse motivo, os Irmãos do Distrito se uniram a nós, depois de terem feito o retiro anual pregado pelo Pe. Álvaro Calderón.

Primeiro houve os  primeiros compromissos dos seminaristas (2 argentinos, 1 mexicano, 1 brasileiro e 1 espanhol) que, se Deus quiser, no dia 12 de outubro receberão a tonsura e ingressarão no estado clerical. Junto deles, fizeram também os compromissos perpétuos na Fraternidade 4 futuros Subdiáconos (2 argentinos, 1 brasileiro e 1 guatemalteco), que no mesmo dia 12 de outubro se consagrarão perpetuamente ao serviço do Santo Altar. Depois disso, 3 Irmãos renovaram seus votos, dos quais 2 argentinos.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

OUTUBRO: MÊS DO ROSÁRIO

Resultado de imagem para nossa senhora do rosarioPrezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nesse mês do Rosário, disponibilizamos abaixo os links para as Encíclicas de Leão XIII sobre o Rosário e Nossa Senhora.

“Ora pro nobis, sancta Dei Genetrix, Ut digni efficiamur promissionibus Christi.”

A CONFISSÃO ABRE AS PORTAS DO CÉU

A confissão é uma obra-prima de Deus. Quem confessa com sinceridade e humildade alcança o perdão de todos os seus pecados, não importando o número ou a gravidade deles. Se expulsa Satanás da alma, se recobra os 7 dons do Espírito Santo e as 3 virtudes teológicas.O pecador recupera a amizade de seu Deus e se torna herdeiro do Reino dos Céus.

SOBRE AS IMAGENS SAGRADAS

Nesta catequese, o padre Bonifácio explica o verdadeiro significado dessas palavras do Êxodo “…Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra…”, que os protestantes usam erroneamente para dizer que os católicos são idólatras.

D. LEFEBVRE – 90 ANOS DE SACERDÓCIO

Image result for dom lefebvre fotoFonte: Boletim Permanencia

Que graça extraordinária para um jovem subir ao altar como ministro de Nosso Senhor, ser um outro Cristo! Nada é mais belo nem mais grandioso aqui na terra. Para isto vale a pena abandonar sua família, renunciar a constituir uma, renunciar ao mundo, aceitar a pobreza.” ― Dom Marcel Lefebvre. Carta Aberta aos Católicos Perplexos, capítulo 7.

Quantas jovens almas, pelas mãos de Dom Lefebvre, terão subido ad altare Dei! Quantas almas, graças a ele, terão encontrado a alegria de consagrar inteiramente sua mocidade, sua maturidade, sua velhice, ad Deum qui laetificat juventutem meam!

Naqueles dias em que, por mistério de permissão divina, os mais altos hierarcas da Igreja começaram a render-se ao culto do homem, ao elogio do mundo, aos sinais dos tempos, suscitou a Divina Providência um bispo para salvar a pureza da Fé, para guardar o Santo Sacrifício da Missa e os sacramentos de sempre, para fazer sobreviver o sacerdócio católico. Depois de uma vida de Fé firme como a rocha, pôde certamente dizer a Nosso Senhor, no dia do seu venturoso juízo, o epitáfio que mandara talhar na rocha de seu túmulo: Tradidi quod et accepi.

No dia de hoje, cá na terra, comemoramos os noventa anos de ordenação de Dom Lefebvre. No hoje eterno do Céu, o Eterno Sacerdote o parabeniza:

Muito bem, Marcel. Muito bem, meu sacerdote!

O intrépido bispo, talvez se possa dizê-lo, sorrirá o mesmo sorriso manso, com a mesma serena expressão dos seus dias de combate. E que combate! E nós cá debaixo, nós os herdeiros de sua peleja, podemos bem rogar e suplicar e esperar daquela alma indelevelmente sacerdotal, bendita pelo caráter e mais ainda pela glória, que peça por nós ao divino interlocutor:

Senhor, dai-lhes sacerdotes! Dai-lhes santos sacerdotes!

* * *

Oração de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face:

Ó Jesus, Sumo e Eterno Sacerdote, conservai os vossos sacerdotes sob a proteção do vosso Coração amabilíssimo, onde nada de mal lhes possa suceder. Conservai imaculadas as suas mãos ungidas, que tocam todos os dias em vosso Corpo Santíssimo. Conservai puros os seus lábios, tintos pelo vosso Sangue preciosíssimo. Conservai desapegados dos bens da terra os seus corações, que foram selados com o caráter firme do vosso glorioso sacerdócio. Fazei-os crescer no amor e fidelidade para convosco, e preservai-os do contágio do mundo. Dai-lhes também, juntamente com o poder que tem de transubstanciar o pão e o vinho, em Corpo e Sangue, o poder de transformar os corações dos homens. Abençoai os seus trabalhos com copiosos frutos, e concedei-lhes um dia a coroa da vida eterna. Assim seja!”

 

TOMADA DE BATINA NO SEMINÁRIO NOSSA SENHORA CORREDENTORA, FSSPX, 2019

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Seminário Nuestra Señora Corredentora

Neste 15 de setembro, na festa de Nossa Senhora Corredentora, padroeira de nosso seminário, os 7 seminaristas do ano de espiritualidade receberam suas batinas, a saber: 3 mexicanos, 2 brasileiros, 1 argentino e 1 paraguaio. A missa foi celebrada por nosso reitor, Pe. Jean de Lassus .

A cerimônia contou com a presença de numerosos parentes das respectivas famílias dos seminaristas, acompanhados também por um bom número de fiéis. Graças a Deus, o dia, já primavera, também foi muito agradável.

Pedimos, então, orações pela perseverança desses jovens candidatos, que deram o primeiro passo na carreira sacerdotal.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

CRISMAS E MISSA PONTIFICAL NO PRIORADO PADRE ANCHIETA/SP

No dia 17 de agosto de 2019 Sua Excelência Reverendíssima, Dom Alfonso de Galarreta, conferiu o sacramento da Crisma na Capela São Pio X, em São Paulo. Devido ao grande número de crismandos (mais de 100 pessoas – mais da metade sub conditione) houve duas cerimônias (manhã e tarde).

Este slideshow necessita de JavaScript.

“N., eu te marco com o Sinal da Cruz e te confirmo com o Crisma da salvação, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”

**********************************

Já no dia 18, D. Alfonso de Galarreta, bispo da FSSPX, oficiou a Missa Pontifical.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Missa Pontifical é a Missa Solene própria de um bispo, celebrada com todo o cerimonial próprio de seu caráter.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se todas as cerimônias da Santa Igreja Católica têm a virtude de estimular a Fé, fomentar a devoção e elevar o espírito dos fiéis à contemplação das coisas celestiais, com muito mais razão pode-se afirmar o mesmo da Missa Pontifical, tendo em conta a imponente solenidade com que se celebra” – Pe. Joaquín Solans

Fotos por José Roberto dos Santos – Fonte: FSSPX Brasil (aqui e aqui)

3 DE SETEMBRO – DIA DE SÃO PIO X

Resultado de imagem para são pio x

Nesta data tão importante para a Igreja, listamos abaixo alguns links que postamos sobre o Santo:

SÃO GUIDO E AS NOTAS MUSICAIS

Guido d'ArezzoFonte: Boletim Permanencia

Quando ouvimos uma melodia mal nos damos conta que qualquer música é composta por uma combinação de apenas sete notas: Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si.

Porém, nem sempre foi assim.

São Guido d’Arezzo, monge beneditino italiano, nascido na cidade de Talla, entre 991 e 994, cresceu sob os muros do mosteiro em Pomposa, a Magnífica, na costa adriática, próximo a Ferrara.

Desde de tenra idade, São Guido amadureceu em um ambiente de alta cultura. Rodeado de afrescos bizantinos, vasta biblioteca e membro do coro de canto gregoriano. Depois, mudou-se para a cidade de Arezzo.

Apaixonado por música, o monge percebeu a dificuldade dos estudantes para aprender a complexa notação neumática da escala musical, composta de virga ascendente, tractulus descendente, gravis alto descendente, punctum, podactus, clives e outros elementos.

Já adulto, São Guido dedica-se a teoria. Lê e relê as obras dos grandes melômanos da Antiguidade, até que, em 1026, publicou o Micrologus, onde resumia as notas musicais a apenas sete tons distintos.

São Guido desenvolveu um método para ensinar os cantores em pouco tempo, e rapidamente se tornou famoso em todo o norte da Itália.O seu trabalho é tão completo e primoroso que até hoje, quase mil anos depois, não houve quem modificasse a escala musical.

22 DE AGOSTO – IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

***********************************

Ladainha ao Imaculado Coração de Maria

Senhor, tende piedade de nós
Cristo, tende piedade de nós
Senhor, tende piedade de nós

Cristo, olhai-nos.
Cristo, escutai-nos

Deus Pai celestial, Tem misericórdia de nós.
Deus Filho Redentor do mundo, Tem misericórdia de nós.
Deus Espírito Santo, Tem misericórdia de nós.
Santa Trindade, um só Deus, Tem misericórdia de nós.

Santa Maria, Coração Imaculado de Maria, rogai por nós
Coração de Maria, cheio de graça, rogai por nós
Coração de Maria, vaso do amor mais puro, rogai por nós
Coração de Maria, consagrado íntegro a Deus, rogai por nós
Coração de Maria, preservado de todo pecado, rogai por nós
Coração de Maria, morada da Santíssima Trindade, rogai por nós
Coração de Maria, delícia do Pai na Criação, rogai por nós
Coração de Maria, instrumento do Filho na Redenção, rogai por nós
Coração de Maria, a esposa do Espírito Santo, rogai por nós
Coração de Maria, abismo e prodígio de humildade, rogai por nós
Coração de Maria, medianeiro de todas as graças, rogai por nós
Coração de Maria, batendo em uníssono com o Coração de Jesus, rogai por nós
Coração de Maria, gozando sempre da visão beatífica, rogai por nós
Coração de Maria, holocausto do amor divino, rogai por nós
Coração de Maria, advogado ante a justiça divina, rogai por nós
Coração de Maria, transpassado por uma espada, rogai por nós
Coração de Maria, Coroado de espinhos por nossos pecados, rogai por nós
Coração de Maria, agonizando na paixão de teu Filho, rogai por nós
Coração de Maria, exultando na Ressurreição de teu Filho, rogai por nós
Coração de Maria, triunfando eternamente com Jesus, rogai por nós
Coração de Maria, fortaleza dos cristãos, rogai por nós
Coração de Maria, refúgio dos perseguidos, rogai por nós
Coração de Maria, esperança dos pecadores, rogai por nós
Coração de Maria, consolo dos moribundos, rogai por nós
Coração de Maria, alívio dos que sofrem, rogai por nós
Coração de Maria, laço de união com Cristo, rogai por nós
Coração de Maria, caminho seguro ao Céu, rogai por nós
Coração de Maria, prenda de paz e santidade, rogai por nós
Coração de Maria, vencedora das heresias, rogai por nós
Coração de Maria, da Rainha dos Céus e Terra, rogai por nós
Coração de Maria, da Mãe de Deus e da Igreja, rogai por nós
Coração de Maria, que por fim triunfarás, rogai por nós
Cordeiro de Deus que tiras o pecado do mundo, Perdoai-nos Senhor
Cordeiro de Deus que tiras o pecado do mundo, Escutai-nos Senhor
Cordeiro de Deus que tiras o pecado do mundo, Tem misericórdia de nós.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus
R. Para que sejamos dignos de alcançar as promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo

Oremos:
Vós que nos tens preparado no Coração Imaculado de Maria uma digna morada de teu Filho Jesus Cristo, concedei-nos a graça de viver sempre conforme a sua vontade e de cumprir seus desejos.
Por Cristo teu Filho, Nosso Senhor. Amém

ENCÍCLICA UBI ARCANO DEI CONSILIO

Resultado de imagem para pio xi brasão

ENCÍCLICA DE S.S. PIO XI

 A BUSCA DA PAZ DE CRISTO NO REINO DE CRISTO

Aos Veneráveis Irmãos Patriarcas, Primazes, Arcebispos, Bispos e outros ordinários em paz e comunhão com a Sé Apostólica:

Veneráveis Irmãos: Saudação e Bênção Apostólica.

Desde o primeiro instante em que, pelos inescrutáveis desígnios de Deus, vimo-Nos elevados — sem merecê-lo — a esta cátedra da verdade e da caridade, desejamos vivamente dirigir-vos o quanto antes e com maior afeto nossa palavra, veneráveis irmãos; e por meio de vós nos dirigir a todos vossos amados filhos diretamente confiados a vosso cuidado. Julgamos haver dado uma prova desse vivo desejo quando, recém eleitos, desde o alto na basílica vaticana, demos a solene bênção Urbi et orbi na presença de uma imensa multidão; bênção essa que todos vós, desde todas as partes do mundo, unindo-se ao Sacro Colégio Cardinalício, recebestes com manifestações de agradecida alegria. Essas manifestações foram para Nós o mais doce consolo, que foi acrescentado à confiança no auxílio de Deus que havia à ocasião em que foi lançado inesperadamente sobre nossos ombros o peso tão inesperado deste gravíssimo cargo. Hoje, por fim, na antevéspera do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, e quase no começo de um novo ano, nossa boca está aberta para vós [2Cor 6, 11] e desejamos que ela vos chegue como solenes votos que o Pai envia a todos seus filhos.

Várias causas nos impediram até agora de realizar esse desejo. Foi necessário, em primeiro lugar, corresponder à filial atenção e delicadeza dos católicos de todo o mundo, que por meio de inumeráveis cartas saudavam e ofereciam as primeiras expressões de sua ardorosa devoção ao novo sucessor de São Pedro. Em seguida, começamos a sentir imediatamente as primeiras experiências pessoais daquilo que o Apóstolo chamava minha preocupação quotidiana, o cuidado de todas as igrejas [2Cor 11, 28]. E às preocupações ordinárias do nosso ofício acrescentaram-se outras novas: a de concluir os gravíssimos assuntos que encontramos já iniciados no que diz respeito à Terra Santa e ao estado de sua cristandade e de suas igrejas, que são as mais veneráveis dentre todas; a defesa da justiça e da caridade, como é nosso dever, em ocasião das conferências internacionais das potências vencedoras, nas quais se julgava o destino dos povos, exortando especialmente a se ter em conta os bens espirituais, cujo valor não é inferior, mas sim superior aos bens materiais; os auxílios prestados a imensas multidões de povos longínquos consumidas pela fome e toda classe de calamidades — ajuda que levamos a cabo enviando os maiores socorros que permitiam nossos pobres recursos — e implorando ao mesmo tempo a generosidade do mundo inteiro; finalmente, o esforço para apaziguar no próprio povo em que nascemos, e em cujo centro Deus colocou a Sé petrina, as lutas violentas que frequentemente surgiam, e que pareciam pôr em iminente perigo a própria sorte da nação tão amada por nós. Continuar lendo

O VALOR DE UMA ORAÇÃO

O gráfico abaixo pretende ter mapeado a oração mundo afora.

Fonte: Boletim Permanencia

O quadro não é animador. A primeira reação de um católico é observar, com tristeza e ironia, que se reza mais aos demônios do que a Deus. Quantitativamente, ao menos. A favor dos católicos, pode-se argumentar que a oração entre nós é voluntária e privada. Não se trata, portanto, de uma obrigação social que não se pode recusar sob o risco de graves sanções. Compensa-se em qualidade o que se perde em quantidade e histrionismo.

Nesse caso, podemos perguntar: quanto vale uma verdadeira oração ao único Deus verdadeiro, feita em silêncio e recolhimento, às vezes sob o risco da própria vida, como entre chineses, islâmicos ou norte-coreanos?

Sozinhos, na escuridão dos seus quartos, provavelmente sem sequer um terço que os guie ou uma simples velinha acesa – porque é com medo que rezam – são como Jesus no Jardim das Oliveiras. Quanto vale essa oração?

Ou quanto vale a oração dos que enfrentam o escárnio e indiferença de um mundo paganizado ou desafiam a própria Igreja para rezar as orações de sempre: a Missa verdadeiramente católica (que é sacrifício e não banquete), o Rosário com seus três terços (e não quatro), o Pai Nosso que perdoa dívidas (e não ofensas)?

Há uma pequena oração, não mais que umas poucas palavras recitadas em alguns segundos, que Jesus em pessoa transmitiu a Santa Gertrudes e que, se rezada com fé, valeria a cada vez, a liberação antecipada de mil almas do Purgatório.

Eis uma medida bem humana da misericórdia infinita de Deus: umas poucas palavras recitadas com fervor por um relés pecador e mil almas serão resgatadas para a Glória. Eis o quanto vale uma verdadeira oração.

Eterno Pai,
ofereço-Vos o Preciosíssimo Sangue de Vosso Divino Filho Jesus,
em comunhão com todas as Missas rezadas hoje em todo o mundo;
por todas as santas almas do purgatório,
pelos pecadores de todos os lugares,
pelos pecadores de toda a Igreja,
pelos de minha casa e de meus vizinhos.
Amém.