CRIADA OFICIALMENTE A “CASA AUTÔNOMA DO BRASIL”

montagut_0

Conforme anunciado anteriormente, nesse último domingo, 19/03, foi criada oficialmente a Casa Autônoma da FSSPX no Brasil.

A data foi escolhida para que essa nova etapa da Fraternidade no Brasil esteja sob o patrocínio de São José, patrono da Igreja.

Mais de 300 pessoas se apertaram no Priorado Pe. Anchieta para assistir a Missa solene cantada pelo Pe. Pablo Suárez (ecônomo da FSSPX), tendo como assistentes o Pe. Juan María de Montagut (antigo Prior do Priorado de São Paulo, agora Superior da Casa Autônoma) e o Pe. Mario Trejo (Superior do Distrito da América do Sul).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nessa nova etapa, pelos regulamentos internos da FSSPX, haverá maior autonomia na administração dos 3 Priorados existentes no Brasil (São Paulo/SP, Santa Maria/RS e Bom Jesus do Itabapoana/RJ) que são responsáveis por 16 centros de Missa e capelas pelo Brasil, bem como na abertura de novas Missões. Hoje a Fraternidade conta com 10 padres aqui no país (inclusive 1 recém ordenado em 2016) e mais 5 seminaristas brasileiros que serão ordenados em 2017/2018 em La Reja (Arg) e que contribuirão na expansão do apostolado em nossa terra.

Após a Missa houve um almoço comemorativo em um hotel da cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No final da tarde houveram também: o Canto solene das Vésperas e a Benção do Santíssimo.

Rezemos para que a FSSPX cresça no seu trabalho em favor da Igreja. Que São José e São Pio X mantenha seus incansáveis padres firmes em suas missões e que Nossa Senhora (ouvindo nossas orações – na Cruzada de Rosários pelo centenário de Fátima) dê uma proteção especial à Fraternidade.

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

 

ORDENS MENORES E TOMADA DE BATINA NO SEMINÁRIO SAGRADO CORAÇÃO – FSSPX/ALEMANHA – 2017

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

D. Alfonso de Galarretabispo auxiliar da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, concedeu a batina a 7 seminaristas do primeiro ano, procedeu com a tonsura e conferiu as primeiras ordens menores à outros 6, nos dias 1 e 2 de Fevereiro de 2017, no Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Zaitzkofen, na Alemanha.

Em sinal de renúncia à vida mundana, o pontífice cortou algumas mechas de cabelo. Nas ordens antigas a tonsura é mais visível, como ainda é usada, por exemplo, pelos capuchinhos e beneditinos que, após a cerimônia de tonsura, não usam mais que uma coroa de cabelos.

A origem dos 13 seminaristas mostra bem o caráter internacional do seminário de Zaitzkofen:

  • Para 7 tomadas de batina: 3 alemães, 1 suíço, 1 polonês, 1 belga e 1 húngaro
  • Para as primeiras 6 ordenações das ordens menores: 1 alemão, 1 austríaco, 1 suíço, 2 tchecos e 1 lituano

Deo Gratias!

MAIS 14 SEMINARISTAS RECEBEM A BATINA NO SEMINÁRIO SAINT-CURÉ-D’ARS – FSSPX/FRANÇA – 2017

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

No dia 2 de fevereiro, no seminário Santo Cura d’Ars, Mons. Bernard Fellay, Superior Geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X , entregou o hábito clerical aos 14 seminaristas do primeiro ano: 12 franceses, 1 britânico e 1 suíço .

Ele foi assistido pelo Pe. Patrick Troadec , diretor do Seminário São Cura d’Ars (como padre assistente), e os padres: Christian Bouchacourt (como primeiro diácono) e Vincent Bétin, (como segundo diácono), Pe. Bernard Lacoste, (como diácono), Louis Fontaine, (como sub-diácono) e Frédéric Weil (como subdiácono portador da cruz).

Em seu sermão, ele lembrou o que representa a vestimenta eclesiástica: a renuncia ao mundo e seu individualismo, destruidor da autoridade e da obediência.

Muitos sacerdotes que estão em atividade nas escolas secundárias do Distrito da França, se juntaram às famílias para ficarem em torno dos seminaristas, 13 deles tendo passado pelas escolas da tradição.

Se o coro dos seminaristas de Ecône garantiu o canto das peças do Próprio gregoriano, o coro da escola Saint-Joseph des Carmes, dirigiu a função das peças para o Pe. Eric Peron , o Irmão Jean-Francois e Mons. Patrick Thomas, reforçando a solenidade da cerimônia pela Missa de São João de Deus de Haydn, e os motets de Mondonville.

TOMADA DE BATINA E TONSURA NO SEMINÁRIO SÃO TOMÁS DE AQUINO – FSSPX/EUA – 2017

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Esta foi a primeira vez que os fiéis americanos tiveram a alegria de assistir às cerimônias de tomadas de batina e tonsura no novo seminário dos Estados Unidos, por Sua Excelência Mons.  Bernard Tissier de Mallerais, bispo auxiliar da Fraternidade Sacerdotal de São Pio X .

São 17 seminaristas do primeiro ano (14 americanos, 1 dominicano, 1 mexicano e 1 canadense) que receberam a batina e 7 a tonsura das mãos do pontífice.

Mons. Marcel Lefebvre, fundador da FSSPX, sempre defendeu o uso da batina como um sinal de sacrifício: um sermão vivo, pregando Nosso Senhor Jesus Cristo no mundo. Este também foi o sentido da homilia de Mons. Tissier de Mallerais, que pregou sobre o profundo significado desta tomada de batina, que separa estes jovens seminaristas do resto do “mundo”.

A Batina, traje sóbrio e austero simboliza o desprendimento dos seminaristas do mundo em tudo o que pode ser frívolo, leviano e superficial. Ela indica também, um outro aspecto positivo, a estreita relação que agora os une a Nosso Senhor Jesus Cristo.

No mesmo dia, no seminário de São Cura d’Ars, em Flavigny (França), Mons. Bernard Fellay  entregou a batina para 14 seminaristas do primeiro ano: 12 franceses, 1 britânico e 1 suíço.

Finalmente, no seminário  Sagrado Coração de Jesus, em Zaitzkofen (Alemanha), Dom Alfonso de Galarreta entregou o hábito clerical a 7 seminaristas. Isso faz que tenhamos no total: 38 tomadas de batina para a FSSPX, em 02 de fevereiro de 2017.

Deo Gratias!

SOBRE A ENTREVISTA DADA POR D. FELLAY…

..à TV Libertés, da França, no programa Terres de Mission n°17 e que  está causando tanta “comoção” sobre um possível acordo com Roma.

Enfim, não há nada de novo que D. Fellay diz há anos em qualquer Formação, Congresso ou visita, como a realizada aqui em Ribeirão em 2015!

Eis a transcrição…

Entrevistador: O Papa Francisco lhes fez a proposta de uma prelatura pessoal para a FSSPX. Com esta situação canônica os senhores mantêm uma independência dos bispos. Mons. Schneider, que visitou seus seminários insiste para que aceitem essa proposta, mesmo que a situação da Igreja não seja satisfatória em 100%. Não existe, com o tempo, um risco da criação de uma Igreja mais ou menos autónoma, autocéfala, se continuar essa situação de distanciamento constante com Roma, em respeito ao Papa, em respeito a cúria, em respeito aos bispos? O que o senhor espera para assinar uma proposta de Roma, a aparição na Sé de Pedro de um Pio XIII que todos nós esperamos?

D. Fellay: Creio que não precise esperar que tudo esteja resolvido na Igreja, de que todos os problemas estejam resolvidos. No entanto, existem uma série de condições que são necessárias e para nós a condição necessária é a condição de sobrevivência. Eu tenho dado a conhecer em Roma, sem qualquer ambiguidade, que da mesma maneira que Mons. Lefebvre disse em seu tempo: existe uma condição sine qua non, ou seja, se a condição não se cumpre, nós não nos movemos: que possamos permanecer tal como somos, ou seja, conservar todos os princípios que temos mantido, que são princípios católicos.

Na verdade, temos sérias censuras ao que aconteceu desde o Concílio, na Igreja, por certos homens: a famosa questão da maneira que se tem conduzido o ecumenismo, por exemplo, o que se chama liberdade religiosa, a relação entre Igreja e Estado, em seguida a liberdade de dar e a que título dar a todos a liberdade de exercer sua religião (…) e eu acredito que avançamos nesse caminho, na direção certa, ou seja, que Roma está cedendo.

É interessante que, há dois anos praticamente, que nos dizem que  há questões que foram enunciadas, propostas apresentadas pelo Conselho, que não são critérios de catolicidade. Isto significa que temos o direito de discordar e ainda assim ser considerados Católicos.
Continuar lendo

TOMADA DE HÁBITO NO MÉXICO

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Na sexta-feira, 6 de janeiro de 2017, Pe. Jorge Amozurrutia, Superior do México e América Central da Fraternidade Sacerdotal São Pio X presidiu a tomada de hábito de uma nova religiosa do convento das Mínimas Franciscanas do Perpétuo Socorro de Maria, no México.

As Mínimas Franciscanas têm como regra não exceder o número de trinta e três religiosas em honra aos anos da vida mortal de Nosso Senhor. Além disso, eles encontraram outro convento. Nesse dia, elas atingiram o limite máximo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Irmã Maria da Trindade escolheu esta frase, retirado dos estatutos da Ordem, para sua lembrança:

“A vida de uma vítima deve ser um contínuo louvor de caridade e sacrifício, na esperança de alcançar o céu para si e para as muitas almas que necessitam ser resgatadas.”

FOTOS DA FESTA PAROQUIAL DA NOVA CAPELA DO PRIORADO DE NEGOMBO – SRI LANKA

Fonte: La Porte Latine

Festa paroquial da capela Nossa Senhora de Guadalupe, realizada em 12/12/16, cuja primeira pedra tinha sido abençoada por Dom Bernard Fellay, Superior Geral da FSSPX no 21/04/16.

Este slideshow necessita de JavaScript.

ADESTE FIDELES

….Cantado pelas meninas da Missão da FSSPX em Ribeirão Preto.

Adeste fideles, læti triumphantes (Acorrei fiéis, alegres, jubilosos!) 

Venite, venite in Béthlehem (Vinde, vinde a Belém)

Natum videte Regem angelórum (Vede nascido o rei dos anjos)

Venite, adorémus, Venite adorémus (Vinde Adoremos, Vinde Adoremos)

Venite, adorémus, Dóminum (Vinde Adoremos ao Senhor)

***************************

Ingrége relicto, húmiles ad cúnas (Abandonando os rebanhos, encaminham-se ao presépio)

Vocati pastores appróperante (Os pastores deslumbrados!)

Et nos ovánti grádu festinémus; (Também nós, por nossa vez, corramos todos vibrantes)

Venite, adorémus, Venite adorémus (Vinde Adoremos, Vinde Adoremos)

Venite, adorémus, Dóminum (Vinde Adoremos ao Senhor)

*****************

Aetérni Paréntis splendórem ætérnum (O eterno esplendor do Pai)

Velátum sub cárne vidébimus (Ali veremos oculto, sob o véu da carne humana)

Déum infántem, pánnis involútum (Ao Deus, que Se fez menino, envolto em pobres panos)

Venite, adorémus, Venite adorémus (Vinde Adoremos, Vinde Adoremos)

Venite, adorémus, Dóminum (Vinde Adoremos ao Senhor)

*********************

Pro nóbis egénum et foéno cubántem (A Quem por nós Se fez pobre, e jaz em palhas deitado)

Piis foveámus ampléxibus (Abracemos e aqueçamos)

Sic nos amántem quis nom redamáret? (Como ficar sem amar Àquele que tanto nos ama?)

Venite, adorémus, Venite adorémus (Vinde Adoremos, Vinde Adoremos)

Venite, adorémus, Dóminum (Vinde Adoremos ao Senhor)

 

MISSÃO DA FSSPX NA ÍNDIA: TOMADA DE HÁBITO E PROFISSÃO RELIGIOSA DAS IRMÃS CONSOLADORAS DO SAGRADO CORAÇÃO

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est 

Este slideshow necessita de JavaScript.

No dia 08 de dezembro de 2016, na Festa da Imaculada Conceição, ocorreu no priorado da Fraternidade São Pio X de Palayamkottai (Índia) a cerimônia de tomada de hábito e profissão religiosa da Comunidade das Irmãs Consoladoras do Sagrado Coração.

Duas novas noviças tomaram o hábito e receberam como nomes: Irmã Maria Aloysia da Sagrada Família e Irmã Maria Cecilia do Menino Jesus. E a irmã Maria Francesca da Santíssima Trindade pronunciou seus primeiros votos.

Há 20 anos, em 1996, quando começou a colaboração da Comunidade das Irmãs Consoladoras do Sagrado Coração e da FSSPX, eram 6 religiosas professas. Hoje, são 16 professas, 5 noviças e 2 postulantes.

Na Casa Mãe de Vinha de Narni (Itália): 7 professas, 3 noviças e 2 postulantes. No Priorado de Montalenghe (Itália): 4 professas. No orfanato que elas mantém na Índia: 5 professas e 2 noviças se dedicam a 70 meninas e 10 idosos ou enfermos. Elas são auxiliadas por voluntários – três moças ocidentais que oferecem vários meses a serviço do orfanato -, além da equipe da cozinha e da manutenção da Casa, sem contar o motorista, o vigia e o responsável pelas 10 vacas.

FOTOS DA SOLENIDADE DE CRISTO REI EM TORONTO (CAN) – 2016

Realizada ontem (30/10), na Igreja da Transfiguração, em Toronto/Canadá.

Dia especial também que marcou os 25 anos da criação da Capela (FSSPX).

Créditos das fotos à nossa amiga Gercione Lima.

Este slideshow necessita de JavaScript.

REPORTAGEM 7 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES – MISSA DA SEGUNDA (24/10), ROSÁRIO NA GRUTA E DESPEDIDA

Fonte: La Porte LatineTradução: Dominus Est

Magnífica missa do 3º dia de peregrinação enfatizada pelas vozes angelicais dos Pequenos Cantores de São José, que, literalmente, nos “transportou” graças a maravilhosas polifonias sacras admiravelmente interpretadas.

Fora o padre Antoine, Padre Guardião dos capuchinhos de Morgon, que celebrara, assistido pelos reverendíssimos padres Laurent Ramé, prior de Saint-Germain-de-Prinçais, e Hervé Gresland, colaborador em Vouvry, no Distrito da Suíça.

Em seu sermão, o padre Antoine sublinhou que “Nossa Senhora é a Rainha dos anjos e que, como o Arcanjo Rafael que festejamos neste dia, Ela não conheceu o pecado. São Rafael desempenha um papel semelhante ao da Santíssima Virgem Maria, ele que operou tantas maravilhosas curas físicas, mas sobretudo espirituais”.

“E, também em Lourdes, viemos buscar nossa cura, sobretudo sermos curados espiritualmente. E, é sobre este ponto que gostaria de insistir em meu sermão”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

********************************************

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Fora o reverendíssimo padre Louis-Edouard Meugniot, diretor da escola Étoile du Matin, que meditou o último terço na Gruta, diante de vários milhares de fiéis que participaram dos três dias desta magnífica peregrinação de 2016.

Em sua despedida, o reverendíssimo padre Christian Bouchacourt, Superior do Distrito da França, fez questão de inicialmente agradecer Dom Brouwet, bispo de Tarbes e Lourdes, que colocou à disposição da Fraternidade Sacerdotal São Pio X tudo o que ele precisara para o sucesso material da peregrinação da Tradição.

Em seguida ele felicitou os organizadores, em particular o padre David Aldalur, diretor da escola Saint-Michel Garicoïts, e seus colaboradores. Ele não deixou de assinalar sua alegria pessoal e sacerdotal ao ver as comunidades presentes, com uma menção especial às Irmãzinhas de Saint-Jean Baptiste, ditas irmãs de Rafflay, que acompanham com uma admirável dedicação os doentes.

Deo gratias!

Este slideshow necessita de JavaScript.

REPORTAGEM 6 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES –VÉSPERAS, PROCISSÃO E BÊNÇÃO DOS DOENTES COM O SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Uma vez cantadas as Vésperas Solenes, o Santíssimo Sacramento é exposto à adoração dos fiéis. Agora vai começar um dos momentos mais fortes desta peregrinação: a procissão de Nosso Senhor através da esplanada do Santuário de Lourdes, onde todos poderão adorar Cristo Rei, Príncipe da Paz e Mestre das Nações através da presença real de Deus na Hóstia

Este slideshow necessita de JavaScript.

A procissão eucarística é um grande momento de fervor popular, sempre muito aguardada pelos peregrinos e pelos habitantes da cidade mariana de Lourdes. Neste ano, essa manifestação de mais de 7.000 fiéis foi registrada pelo Santuário, que nos ofereceu três vídeos para disponibilizar on-line no site do Distrito da França.

 *******************************************************

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Mons. Pe Loïc Duverger abençoou os doentes, traçando com o ostensório o sinal da cruz na frente de cada um deles. Em Lourdes, Deus vem ao encontro de todos aqueles que lutam, daqueles que sofrem, daqueles que precisam ser aliviados. Como o paralítico que é descido até seu Filho, eles vieram se confiar a Ele e se entregar à sua clemência. Ao lado deles, as valentes irmãzinhas de Saint-Jean-Baptiste de Rafflay demonstraram uma caridade ímpar para atender as menores necessidades materiais de cada um deles.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As honras dadas ao Santíssimo Sacramento não pararam tão cedo, visto que, até a meia-noite, clérigos e fiéis se revezaram na enorme Basílica de São Pio X para adorar a Jesus Cristo presente na Eucaristia. Estes peregrinos que vieram em massa não fizeram uma viagem em vão. Eles não percorreram quilômetros nem temeram as peripécias da greve por um simples fim de semana prolongado de mudança de ares ou encontros atrativos.

Em Lourdes, eles vieram receber graças e se colocar diante de Deus realmente presente no Sacramento do Altar. Tais viagens não têm preço. Nenhuma agência turística propõe um encontro com Jesus. No entanto, em Lourdes, o peregrino permanece face a face com Deus, por intermédio de Sua Santa Mãe.

REPORTAGEM 5 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES 2016 – MISSA DO DOMINGO (23/10) E O ROSÁRIO NA GRUTA

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

No segundo dia de peregrinação da Tradição, aproximadamente 6.000 fiéis assistiram a missa solene celebrada pelo reverendíssimo padre Loïc Duverger na basílica de São Pio X de Lourdes. O segundo assistente do Distrito da França fora auxiliado pelo padre François-Xavier Camper, prior-deão de Lyon, e pelo padre Samuel Bon, da Casa autônoma da Espanha e de Portugal, encarregado mais especialmente do apostolado em Lisboa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em seu sermão, o padre Duverger insistiu sobre o lugar ideal que Lourdes representa para “depositar nossas dores, nossas tristezas, para implorar o socorro da graça divina, para fortificar nossas almas no combate diário que conduzimos para ganhar o Céu. A paz e a caridade reinam neste cantinho da França…”.

******************************************************

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Foi o reverendíssimo padre Christophe Héry, prior de Saint-Avertin – Tours, que realizou a meditação dos Mistérios gloriosos para os privilegiados que estavam presentes aos pés de Nossa Senhora de Lourdes neste magnífico domingo de outubro. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

REPORTAGEM 4 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES 2016 – PROCISSÃO DAS VELAS

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

A procissão das velas, sempre muito acompanhada, é uma oportunidade para os peregrinos “estranhos à Tradição” se unir às nossas orações e reencontrar por esta ocasião a beleza das cerimônias anteriores ao Vaticano II. Assim, vários milhares de fiéis se encontraram na planície para uma longa e magnífica procissão das velas organizada em torno da Fraternidade Sacerdotal São Pio X. Muitos padres, religiosos, religiosas e seminaristas quiseram vir se lançar aos pés de Nossa Senhora de Lourdes para implorar-lhe que ela salve sua Igreja. Chegados à Gruta, os peregrinos foram convidados a uma vigília de orações.

Oh Nossa Senhora, salve-nos, salve a Igreja, salve nossas almas!

Este slideshow necessita de JavaScript.

REPORTAGEM 3 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES 2016 – A VIA SACRA DOS DOENTES

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Ouvir a meditação deste Caminho da Cruz, onde todos oferecem seus sofrimentos com uma imensa confiança em Nossa Senhora, é sempre um grande momento de emoção. Todos os anos, temos a alegria de sermos conduzidos a Maria pelos mais humildes e pobres de seus servos: os capuchinhos de Morgon.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No final da missa solene, a multidão se divide como de costume. Se a maioria escala a montanha dos Espélugues, os doentes são conduzidos para a planície. Todos são convidados a seguir o caminho da Cruz, a meditar os mistérios da Paixão e da morte de Nosso Senhor.

REPORTAGEM 2 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES 2016 – A VIA SACRA DE ESPÉRLUGUES

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Depois da Missa, onde Cristo se ofereceu por nós como vítima propiciatória, é sempre um grande momento de emoção fazer as duas Vias Sacras onde, em união com todos os nossos doentes, cada um oferece seus sofrimentos com uma imensa confiança em Nossa Senhora. Diante da afluência dos fiéis à Via Sacra, os organizadores estabeleceram três grupos distintos de penitentes:

Pregador da grande Via Sacra dos Espélugues nº 1: padre Patrick Verdet

Pregador da grande Via Sacra dos Espélugues nº 2: padre Sébastien Gabard

Pregador da Via Sacra dos doentes na planície: padre capuchinho

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muitas comunidades amigas estiveram presentes como as Dominicanas de Fanjeux que viajaram com 400 de seus alunos.

Quando o Filho de Deus cai sob o peso do madeiro, quando ele é crucificado, quando ele morre na cruz, o fiel se ajoelha sobre os cascalhos como que para melhor responder ao repetido apelo de Nossa Senhora a Bernadette Soubirous:

“Penitência! Penitência! Penitência !”

REPORTAGEM 1 – FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A LOURDES 2016 – MISSA DO SÁBADO (22/10)

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foram aproximadamente 4.000 fiéis que, no primeiro dia de peregrinação da Tradição, assistiram à missa solene celebrada pelo reverendo padre Pierre-Marie Laurençon na basílica de São Pio X de Lourdes. O prior da Casa contemplativa de Montgardin fora assistido pelo padre Benoît-Joseph de Villemagne, diretor da escola Saint-Michel, e pelo reverendíssimo prior François da Fraternidade da Transfiguração.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com as leituras da Epístola, do Santo Evangelho e do canto do Credo, a Missa dita dos catecúmenos é concluída e dá lugar à Missa dita dos fiéis, que começa pelos ritos do ofertório.

Em seu sermão, o reverendo padre Laurençon nos falou do sinal da cruz que Nossa Senhora ensinou novamente à pequena Bernadette durante a primeira aparição. “Sem dúvida, Nossa Senhora quis prepará-la assim à sua missão de penitência através deste sinal da cruz, que era preciso reaprender. A Santíssima Virgem queria revelar-lhe o segredo do sofrimento vivido cristãmente”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O padre se inclina profundamente e começa o cânon. Esta “regra oficial da grande oração sacrificial” é fixada desde o século V e só mudou em uma palavra, em 1962, quando João XXIII acrescentou São João ao Communicantes. Desde a Alta Idade Média, essa oração é dita em voz baixa (ela deve ser pronunciada pelo padre – as rubricas sublinham “dicit”):

“Este é o meu Corpo. Este é o meu Sangue, o Sangue da nova e eterna aliança – o mistério da fé – que será derramado por vós e por muitos em remissão dos pecados”

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Que o Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo guarde vossa alma para a vida eterna. Amém. O que nossa boca recebeu, Senhor, que nossa alma o acolha com pureza, e que o dom feito nesta vida nos seja um remédio para a vida eterna”.

BELÍSSIMA PROCISSÃO NOS EUA

Para marcar o início do mês do Santo Rosário, a Capela da Assunção (FSSPX), em St. Marys, KS (EUA) realizou um Procissão pública do Rosário

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: SSPX USA – Tradução: Dominus Est

Quando a noite caiu em St. Marys, Kansas (EUA), no dia 2 de outubro, uma série de velas, como uma Via Láctea terrestre, estendeu-se pelas ruas. Cerca de 1.300 velas e tochas iluminaram a noite enquanto hinos à Virgem Santíssima e a repetição de Ave-Marias seguiam rumo ao céu.

A procissão de velas honrou a Virgem Mãe durante o mês do Santo Rosário. E isso é feito anualmente para orar pela restauração de Cristo Rei. Lembrou São Pio X ao mundo, em sua encíclica Ad Diem Illum laetissimum, que tal restauração começa por Maria. O Pontífice pediu:

“Quem é que não tenha por certo que não há caminho mais seguro e mais fácil que Maria por onde os homens possam chegar a Jesus Cristo, e alcançar, por intermédio de Cristo, essa adoção perfeita de filhos que os faz santos e imaculados na presença de Deus?”

A procissão, que começou no pátio da St. Mary’s Academy, traçou seu caminho pelo centro da cidade. À frente da procissão marcharam os Cavaleiros da Imaculada e a Guarda de Honra de Maria, dois congregados marianos dos jovens da Academy. Logo atrás deles, Pe. Joseph Wood, acompanhado pelo Pe. John Bourbeau e pelo Pe. Paul Franks, levaram um relicário da Virgem que continha um pedaço de seu véu. E seguindo imediatamente após os padres vieram as religiosas, as Filhas de Maria, os Cruzados Eucarísticos, e, finalmente, mais de 1.000 fiéis da Capela da Assunção.

Conforme a procissão, que se estendia por quatro quarteirões da cidade, chegou ao centro de St. Mary, o Pe. Patrick Rutledge, reitor da St. Mary’s Academy and College, consagrou a paróquia ao Imaculado Coração. Após o seu retorno à Academy, os Cruzados Eucarísticos distribuíram diversos tipos de rosas: brancas, vermelhas e douradas, em vasos, para significar os mistérios gozosos, dolorosos e gloriosos do Rosário.

Com essa procissão, a paróquia responde ao apelo de nossa Mãe – um apelo que foi ouvido em La Salette, em Lourdes, em Fátima, e que nunca mudou em seu sincero tom maternal: isto é, o pedido urgente de Maria para orações e penitências pela Consagração da Rússia e pela conversão dos pecadores. Essa procissão responde ao apelo para que as orações conduzam todo o mundo para o rebanho de seu Filho. O próprio Cristo, na cruz, pediu que todos os homens se voltem para Sua mãe, para que Sua mãe possamos chegar a Ele. Aqui estão alguns pensamentos finais de São Pio X: 

Maria não somente preservou e meditou sobre os acontecimentos de Belém e os fatos que ocorreram em Jerusalém, no Templo do Senhor, mas compartilhando como ela fez, os pensamentos e os desejos secretos de Cristo, pode-se dizer que viveu a própria vida de seu Filho. Consequentemente, ninguém sabia tão profundamente sobre Cristo como ela, e ninguém pode ter mais competência como guia e mestra do conhecimento de Cristo.

***************************************************

Em 2015 a mesma Capela da Assunção, em St. Marys, realizou uma procissão pelo Sínodo das Famílias, que começaria em breve. Clique aqui e assista esse vídeo inspirador com o mais puro catolicismo.

O CIRCO DA IGREJA CONCILIAR

Terceiro dia da Novena a Nossa Senhora Aparecida (5 de outubro de 2016) no Santuário Nacional de Aparecida.

Até quando Nosso Senhor permitirá essa profanação da Casa de Deus? Esse desprezo por tudo que é sagrado e a exaltação do profano e do sacrílego?

Veja também:

9 de outubro de 2013: Novena da Padroeira, o carnaval continua em Aparecida.

8 de outubro de 2012: No “Espírito de Aparecida”: discípulos-missionários ou ridículos-salafrários?