MISSA DO III DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES, DIRETO DO PRIORADO DE SÃO PAULO

ORDENAÇÕES EM DILLWYN (EUA): DIA DE JÚBILO NO SEMINÁRIO SANTO TOMÁS DE AQUINO

ordinations2020_24_dFonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A alteração do calendário também atingiu as cerimônias de ordenações no seminário de Dillwyn, que foram antecipadas neste ano.

No sábado, 6 de junho de 2020, Sábado das Quatro-Têmporas, D. Fellay ordenou 4 padres para a Fraternidade São Pio X (todos americanos), no seminário Santo Tomás de Aquino, localizado em Dillwyn (Virgínia/EUA).

Ele ordenou também 4 diáconos – 3 americanos e 1 irlandês.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esta cerimônia constitui a primeira das ordenações dos seminários do hemisfério norte, antes das que ocorrerão em Zaitzkofen (Alemanha) e Ecône (Suíça). No total, a FSSPX receberá 16 novos sacerdotes durante este mês de junho de 2020.

A Fraternidade conta com 6 seminários internacionais que formam, todos os anos, os sacerdotes de que a Igreja necessita.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

A CRIAÇÃO DO HOMEM

Pe. Boniface resume o ensino católico sobre a criação da raça humana. O homem saiu das mãos de Deus, enriquecido com muitos dons naturais, preternaturais e sobrenaturais. Alguns deles eram integridade, a imortalidade e domínio sobre os animais. Também a Graça Santificante, as virtudes cardeais, as virtudes teológicas e os dons do Espírito Santo. Alguns desses tesouros foram completamente perdidos, enquanto outros foram enfraquecidos e, por isso, a necessidade de um Salvador e o sacramento do Batismo.

RESUMO DO CATECISMO DA CRISE DA IGREJA – PE. RUBIO

Nesta conferência, Pe. Rubio, FSSPX, nos oferece um resumo dos principais pontos abordados pela grande obra do Padre Gaudron “Catecismo Católico da Crise na Igreja“, que é altamente recomendável.
O livro pode ser comprado clicando aqui ou aqui.

A CRISE NA IGREJA CATÓLICA PARTE 4 – A MISSA NOVA DE PAULO VI

Nesta quarta parte sobre a Crise na Igreja Católica nossos amigos Diogo e Sara abordam o tema da Missa Nova de Paulo VI. Para além de representar um perigo para a fé, pelas adulterações do ofertório e cânon, todo o seu desenvolvimento está imbuído de um espirito protestante ecumênico que falha em transmitir a doutrina católica. A Santa Missa tem 4 objetivos principais: Adoração a Deus, Remissão dos Pecados (vivos e mortos), Ação de Graças e Petição. A Missa de Paulo VI é por sua vez ecumênica, uma refeição, presidida por um “presidente” da comunidade, toda a sua concepção é errônea e conduz à deformação da fé. Para além de todos os problemas doutrinais, existe ainda envolvente que decorre desta fraquíssima expressão teológica, nomeadamente a imodéstia no vestir, a irreverência (comunhão na mão, de pé, ministros da comunhão), tudo isto frutos de uma ideia errado do Santo Sacrifício.

D. FELLAY CONFERE ORDENAÇÕES DAS ORDENS MENORES A 17 SEMINARISTAS NOS EUA

Na manhã de sábado, 18 de abril, Mons. Bernard Fellay celebrou a Missa anual de Ordenação das quatro Ordens Menores e do Subdiaconato.

Fonte: St. Thomas Aquinas Seminary  – Tradução: Dominus Est

No sábado de Páscoa, comumente chamado Sabbato in Albis, D. Fellay ordenou 13 seminaristas nas Ordens Menores: 3 para as Ordens de Hostiário e Leitor e 10 para as Ordens de Exorcista e Acólito. Outros 4 seminaristas deram o passo decisivo para as ordens maiores ao receberem o Subdiaconato.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Hostiário é encarregado de guardar e cuidar da igreja e o Leitor da catequese. O Exorcista recebeu o poder de expulsar demônios em nome de Cristo. O Acólito dá mais um passo aproximando-se do altar, em sua participação no Santo Sacrifício e é especialmente chamado à levar a luz de Cristo aos fiéis por meio de seus ensinamentos e exemplos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aqueles que recebem o Subdiaconato fazem sua perpétua e irrevogável entrega de si a Deus e Sua Igreja. O passo, que é dado em seu rito de ordenação, simboliza sua completa e total renúncia a tudo o que não é de Cristo e sua resolução de não participar de nada além do que Lhe diz respeito. O Subdiácono se afasta, para sempre, das coisas do mundo e compromete-se exclusivamente a Cristo e Sua Noiva Imaculada, a Igreja. Com essa entrega voluntária, o Subdiácono está vinculado a uma vida de perfeita castidade e à recitação diária do Ofício Divino, unindo sua própria oração às orações de todo o Corpo Místico. O Subdiácono também sobe os degraus do altar onde assiste diretamente o Diácono durante a Missa e derrama, no cálice, a gota de água durante o ofertório.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Antes de conferir as ordens, D. Fellay lembrou aos ordenandos:

“Esses passos que a Igreja oferece, esses sete passos em direção à ordenação sacerdotal devem nos lembrar a majestade desse chamado. A infinita majestade de Deus e do Santo Sacrifício exigem essa reverência, essa preparação, passo a passo em direção ao altar.”

Em meio a esse tempo de incertezas, agradeçamos a Deus por Seus muitos dons, mas principalmente pelo dom das vocações sacerdotais.

NOTA DO BLOG: Sobre as Ordens na Igreja, leiam esse post sobre o assunto: AS ORDENS SAGRADAS

A CRISE NA IGREJA CATÓLICA PARTE 3 – INFILTRAÇÃO MAÇÔNICA E COMUNISTA

Neste episódio nossos amigos Diogo e Sara abordam a infiltração maçônica e comunista na Igreja Católica a partir do Século XX, propagada como fogo em palha seca! A liberdade religiosa e o Ecumenismo foram a janela ou mais propriamente o portão por onde a fumaça de satanás entrou na Igreja, como podemos comprovar pelos testemunhos que lemos. Bella Dodd, e outros comunistas foram responsáveis pela infiltração de milhares de comunistas na Igreja, que segundo a mesma hoje ocupam os lugares mais altos da hierarquia. Um episódio controverso, mas com muitos dados concretos, documentos e datas que podem ser confirmadas por todos, especialmente relacionando estes eventos com a mensagem de Fátima.

A CRISE NA IGREJA PARTE 2 – A LIBERDADE RELIGIOSA E O ECUMENISMO

Neste episódio nossos amigos Diogo e Sara abordam os erros da Liberdade Religiosa e do Ecumenismo. Eles dão exemplos concretos da contradição entre estas “teorias” e a Tradição da Igreja, fundamentando com citações de Papas, Santos de Doutores da Igreja. Mencionam também outros testemunhos que demonstram quão nefastas e novas são estas teorias que culminam na laicização da sociedade e no abandono da prática religiosa. Terminam fazendo a ponte para a parte 3 desta série de episódios sobre a crise da Igreja, a infiltração comunista e maçônica na Igreja Católica.

A CRISE NA IGREJA CATÓLICA PARTE 1 – A FÉ

Primeira parte sobre o tema da Crise na Igreja Católica. Neste episódio nossos amigos Diogo e Sara começam por desvendar os números e perceber se há de facto uma crise na Igreja. A primeira parte, este episódio, incide sobre a nova concepção de fé, modernista. Para discorrer sobre o tema, usamos o Livro “Catecismo na Igreja Católica”, a Encíclica Pascendi de São Pio X, sobre o modernismo, e a Encíclica Humani Generis de Pio XII, sobre os erros modernos.