SEIS SEMINARISTAS RECEBEM A BATINA NO SEMINÁRIO DA SANTA CRUZ, EM GOULBURN (AUSTRÁLIA) – 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Holy Cross Seminary – Tradução: Dominus Est

Uma semana após a Páscoa, o Seminário teve a alegria de testemunhar a recepção do hábito clerical por 6 seminaristas do Ano da Espiritualidade: 3 sul-coreanos, 1 australiano, 1 nigeriano e 1 filipino. Uma Missa solene foi oferecida pelo reitor do seminário, Pe. Daniel Themann. Seu sermão sobre o significado da batina pode ser ouvido aqui .

 

O Pe. Karl Pepping, Diretor da St. Philomena School, viajou de Brisbane, Queensland (um dos estados da Australia), para ajudar como diácono, enquanto o Revmo. Pe. John Mwangi serviu como subdiácono nas cerimônias.

**************************

O Seminário da Santa Cruz, na Austrália, recebeu esse ano 2 novos seminaristas para o ano de Humanidades, 3 novos Irmãos postulantes, enquanto 14 seminaristas retornaram para continuar seus estudos. Ao todo, os seminaristas representam 7 nacionalidades:

  • 4 coreanos 
  • 4 australianos 
  • 3 filipinos 
  • 3 nigerianos 
  • 2 neozelandeses 
  • 2 quenianos 
  • 1 indiano

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

UMA NOVA SUPERIORA GERAL PARA AS IRMÃS DA FSSPX

news-header-imageFonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Em 9 de abril de 2018, o Capítulo Geral das Irmãs da Fraternidade São Pio X procedeu a eleição da nova Superiora Geral da Congregação, bem como de suas duas assistentes.

O Capítulo Geral das Irmãs da Fraternidade de São Pio X, atualmente reunido na Abadia de Saint-Michel, em Brenne (França), elegeu na segunda-feira, 9 de abril de 2018, a Madre Marie-Jean Bréant como Superiora Geral para um mandato de seis anos. Ela sucede a Madre Marie-Augustin de Poulpiquet.

A Irmã Thérèse-Marie Trutt foi eleita Primeira Assistente Geral e a Irmã Marie-Claire Wuilloud foi eleita para o posto de Segunda Assistente Geral.

O Capítulo Geral das Irmãs da Fraternidade é um momento especial de graças nessa obra fundada pela Madre Marie-Gabriel. Essa mesma, nascida Bernadette Lefebvre, religiosa das Irmãs Missionárias do Espírito Santo, deixou seu Instituto para fundar em 1974 uma obra fiel à Tradição da Igreja, respondendo assim ao chamado de seu irmão, Mons. Marcel Lefebvre.

Em 22 de setembro de 1974, a primeira postulante recebeu o hábito das Irmãs da Fraternidade. As vocações não tardaram a aparecer, enfrentando a turbulência pós-conciliar, para fazer da Missa, renovação incruenta do sacrifício de Cristo, o centro de suas vidas ao serviço de Jesus por seus sacerdotes.

São Pio X e a Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora da Compaixão, foram escolhidos como os Santos padroeiros da Congregação, que conta hoje com 195 Irmãs.

A TRADIÇÃO VAI À APARECIDA – 19/05/18

Imagem relacionadaPrezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Anunciamos recentemente que a FSSPX fará, mais uma vez, sua Peregrinação à Aparecida: será no dia 19/05.

Fiéis da FSSPX se reunirão em Pindamonhangaba e de lá partirão a pé para visitar nossa Mãe Santíssima.

Com a graça de Deus já completamos um ônibus e como estamos com amigos na espera, estamos tentando abrir um outro veículo.

Aos que quiserem participar conosco e/ou ter mais informações, partindo de Ribeirão Preto, entrem em contato pelo gespiox@yahoo.com.br

**********************

Esse ano, devido à algumas mudanças de organização, serão cerca de 15 quilômetros de percurso de uma cidade à outra, completados em 5 horas de caminhada, mais ou menos.

No trajeto iremos cantando músicas tradicionais, rezando rosários e os padres ficarão à disposição para ouvir confissões.

Ao final teremos a Missa de encerramento e faremos a visita à nossa Mãe Santíssima na Basílica. 

As fotos da Peregrinação do ano passado podem ser vistas aqui: “Fotos e vídeo da peregrinação da FSSPX à Aparecida (2017)”

*********************

OBS: para informações de como serão as saídas dos outros Centros de Missa, Comunidades amigas e Priorados, favor entrarem em contato diretamente com os mesmos (ver aqui).

 

AJUDE A VERDADEIRA CAMPANHA DA FRATERNIDADE

CAPELAPrezados amigos, prezados leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Vocês que acessam e gostam de nosso blogvocês que acompanham as ações da FSSPX pelo mundo, vocês que lutam pelo Reinado Social de Nosso Senhor, vocês que sabem que a Tradição é a única solução para a restauração a Igreja… AJUDE-NOS! 

Estamos, mais uma vez, pedindo vossa ajuda nessa campanha em prol da compra de um terreno e futura construção de mais uma Capela para a Tradição e para a Santa Igreja. Sabemos que o caminho é longo e árduo, por isso, toda ajuda é importante.

CLIQUE AQUI PARA ALGUMAS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PROJETO

OU

CLIQUE AQUI E LEIA O TEXTO COMPLETO DA CAMPANHA!

Faça um gesto nobre de caridade, por amor à Santa Igreja!!

Ad Majorem Dei Gloriam

Aproveitamos para agradecer a todos que nos ajudam ou ajudaram em algum momento nessa campanha, mesmo de forma anônima. Contem com nossas orações.

Que Nossa Senhora os conduza ao caminho da santidade.

D. FELLAY: NECESSÁRIA DEPENDÊNCIA DIANTE DE DEUS E NATUREZA DA OBEDIÊNCIA EM RELAÇÃO ÀS AUTORIDADES ROMANAS

fellay

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est 

Nesta Quinta-feira Santa, no Seminário São Pio X de Ecône , D. Bernard Fellay, Superior Geral da Fraternidade de São Pio X, celebrou a Missa Crismal cercado por muitos sacerdotes. É durante esta Missa que são consagrados os santos óleos que serão usados durante o ano todo: o óleo dos catecúmenos para o batismo e a ordenação sacerdotal, o óleo dos enfermos para a extrema-unção e o santo crisma para o batismo e confirmação. Em seu sermão, o bispo Fellay recordou a dependência necessária diante de Deus e esclareceu a natureza da obediência em relação às autoridades romanas.

**********************

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,

Prezados Senhores Padres, caros seminaristas, queridos fiéis,

Nesta manhã, temos a alegria – de acordo com a Tradição da Igreja – de confeccionar os santos óleos, os Santos Óleos que servirão em quatro dos sete sacramentos da Igreja, alguns para a validade, outros para a perpetração do sacramento. Esta cerimônia é muito, muito especial, e ainda que tenhamos que ser breves, visto que os sacerdotes devem voltar ao seu ministério, devemos mesmo assim apresentar-lhes algumas noções.

Ter belos ornamentos

A primeira é que, de acordo com o que sei, este é o único lugar de todo o missal onde se encontra nas rubricas a exigência de ter belos ornamentos. A Igreja pede que o bispo esteja vestido de vestes preciosas. Isso não quer dizer que esta seja a única vez onde as coisas devem ser assim, denota a preocupação da Igreja, tão bem expressa por São Pio X: o povo cristão deve orar sobre a beleza. Trata-se do culto de Deus. É de tal forma normal, deveria ser evidente que, para honrar o bom Deus, damos-Lhe o melhor e, portanto, temos esse cuidado, especialmente nós que queremos manter toda a liturgia em toda a sua beleza, em toda a sua expressão. A liturgia é o culto de Deus e, portanto, que tenhamos esse cuidado com a beleza, em toda Santa Missa, em todo ato litúrgico, é necessário ter essa preocupação. Não é simplesmente fazer qualquer coisa, trata-se de honrar a Deus, glorifica-Lo, trata-se de toda a nossa adoração e nosso amor ao bom Deus. E como em todo amor, a gente cuida dos detalhes.

A Igreja é profundamente hierárquica.

Uma segunda noção: esta cerimônia expressa a profunda natureza da Igreja, profundamente hierárquica. Foi o bom Deus que quis as coisas. Tudo de bom, tudo de bom, tudo o que recebemos, recebemos do bom Deus. Quer se tratem das graças, quer se tratem de certas qualidades, dos poderes, tudo, tudo vem de Deus. E o modo de distribuir esses dons, sobretudo os dons sobrenaturais, está de tal forma expressa nesta Missa. Antes de tudo, a transmissão da graça. Tudo decorre da Santa Missa.

Verdadeiramente todas as graças que recebemos foram merecidas por Nosso Senhor na cruz, em Seu Sacrifício. E a Missa, a Santa Missa, que não é apenas a renovação, mas a perpetuação da Cruz, é exato e identicamente o mesmo Sacrifício de Nosso Senhor na cruz. Bem, esta Santa Missa será o instrumento utilizado por Deus para difundir por toda a terra Sua graça. Continuar lendo

ACAMPAMENTO DE MENINAS – JULHO 2018

Estão abertas as inscrições para o Acampamento da Companhia Santa Joana D’arc 2018. Todas as meninas e moças a partir de 7 até os 17 anos estão convidadas para participar ou ajudar nesses 10 dias que fazem tanto bem às almas e alegram o Imaculado Coração de Maria.

O acampamento acontecerá do dia 19 a 28 de julho de 2018, na Chácara Rosa Mística, em Mogi das Cruzes- SP. 
 
No dia 28 de julho teremos o encerramento com apresentação de teatro, dança, música e nosso tradicional almoço com os pais e amigos. 

Pedimos que as inscrições sejam realizadas pelo e-mail companhiasjda@gmail.com enviando nome, idade, RG da menina e cidade de origem.

Inscrições até dia 06 de julho! Sabemos que os gastos são muitos para as grandes famílias, antecipem-se, paguem parcelado. 

Pagamento:
R$ 230,00 até o dia 30 de junho;
R$ 250,00 a partir do dia 1 de julho.

Todas são muito bem-vindas e estamos à disposição para qualquer dúvida.

SUBDIACONATO E ÚLTIMAS ORDENS MENORES CONFERIDOS EM ECÔNE – 2018

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

ORDENS MENORES DE ACÓLITO E EXORCISTA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 17 de março de 2018, no sábado conhecido como “Sitientes”, do nome do Introito da missa do dia, 5 jovens levitas receberam o subdiaconato das mãos de Mons. Bernard Tissier de Mallerais, bispo auxiliar da Fraternidade Sacerdotal São Pio X .

Esta primeira ordem maior, da lista das que levam ao sacerdócio, implica a entrega total de si mesmo a Deus através dos votos de castidade e a obrigação de recitar o breviário em nome da Igreja.

Na mesma cerimônia, outros 12 clérigos receberam as duas últimas ordens menores de Acólito e Exorcista.

ELEVAÇÃO AO SUBDIACONATO

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após as admoestações relativas aos seus compromissos definitivos, os ordenandos se prostraram no chão, de bruços, em sinal de humildade e adoração, como faziam os patriarcas e os profetas.

Então, em harmonia com todos os eleitos do Céu, é cantada a Ladainha de Todos os Santos, a oração favorita da Igreja em que todos os títulos meritórios e as obras do Homem-Deus são apresentados à Santíssima Trindade. Esta prostração e ladainha precedem a ordenação ao diaconato e também ao sacerdócio.

O papel do subdiácono é apresentar a patena e o cálice ao diácono nas Missas solenes, verter água no cálice e cantar a Epístola. Ele também é responsável pela purificação de panos sagrados.

Ao receber a primeira ordem maior, o subdiaconato, os jovens levitas se comprometem, por um voto implícito, a levar uma vida de castidade perpétua (ver Código de Direito Canônico de 1917, Canon 132 ).

Mons. Tissier de Mallerais dirigiu-se a eles com as seguintes palavras prescritas:

“Meus queridos filhos, ao receberem esta Ordem, não vos será mais lícito afastarem-se de vosso objetivo e serão sempre obrigados a estar ao serviço a Deus (De servi-Lo para que Ele reine) e com Sua ajuda irão guardar a castidade e permanecerão sempre envolvidos no ministério da Igreja. Por consequência, enquanto houver tempo, examinem-se e vejam se estão determinados a perseverarem em vossa santa resolução e a darem esse passo em nome de Nosso Senhor.”

Além do compromisso com o celibato, os subdiáconos são obrigados a recitar todo o breviário diariamente. Durante a cerimônia, o pontífice pede ao Espírito Santo para que preencha os novos subdiáconos com seus dons, a fim de que possam cumprir dignamente as altas funções que a Igreja lhes confiou.

Rezemos por essas vocações e peçamos a Nossa Senhora para suscitar muitos chamados à vida religiosa nas famílias católicas.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

A TRADIÇÃO VAI À APARECIDA: PEREGRINAÇÃO FSSPX – 2018

Imagem relacionadaPrezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

No dia 19/05/18 teremos mais uma peregrinação da FSSPX à Aparecida.

Fiéis da FSSPX se reunirão em Pindamonhangaba e de lá partirão a pé para visitar nossa Mãe Santíssima.

Esse ano, devido à algumas mudanças de organização, serão cerca de 15 quilômetros de percurso de uma cidade à outra, completados em 5/6 horas de caminhada, mais ou menos.

No trajeto iremos cantando músicas tradicionais, rezando rosários e os padres ficarão à disposição para ouvir confissões.

Ao final teremos a Missa de encerramento e faremos a visita à nossa Mãe Santíssima na Basílica. 

As fotos da Peregrinação do ano passado podem ser vistas aqui: “Fotos e vídeo da peregrinação da FSSPX à Aparecida (2017)”

Aos que quiserem participar conosco e/ou ter mais informações, partindo de Ribeirão Preto, entrem em contato pelo gespiox@yahoo.com.br

Restam poucas vagas.

*********************

OBS: para informações de como serão as saídas dos outros Centros de Missa, Comunidades amigas e Priorados, favor entrarem em contato diretamente com os mesmos (ver aqui).

ORDENS MENORES E SUBDIACONATO NO SEMINÁRIO SÃO TOMÁS DE AQUINO (EUA) – 2018

Fonte: Seminário São Tomás de Aquino (aqui e aqui) – Tradução: Dominus Est 

A sexta-feira, 16 de março de 2018, foi um dia de alegria em meio aos dias penitenciais da Quaresma. O Seminário São Tomás de Aquino deu as boas-vindas a Sua Excelência Mons. De Galarreta, que conferiu as Ordens Menores a 8 seminaristas nas solenes cerimônias anuais, que foram uma fonte contínua de graça e alegria para a Igreja. 

Cinco seminaristas receberam as ordens de Hostiário e Leitor, enquanto 3 foram elevados às ordens de Exorcista e Acólito. Este ano marca a segunda cerimônia de Ordens Menores na Virgínia, com o seminário novamente hospedando dezenas de amigos e membros da família dos ordinandos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já no dia de São Patrício, 17 de março de 2018, Sua Excelência Mons. de Galarretta conferiu o Subdiaconato a 5 candidatos no Seminário Santo Tomás de Aquino, na Virgínia (EUA).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para saber mais sobre as Ordens Sagradas, incluindo as Ordens Menores, clique aqui.

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

ECÔNE: TONSURAS E PRIMEIRAS ORDENS MENORES CONFERIDAS POR D. ALFONSO DE GALARRETA

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

No dia 24 de fevereiro de 2018, Dom Alfonso de Galarreta, Bispo Auxiliar da Fraternidade Sacerdotal de São Pio X, durante a Missa Pontifical, deu a tonsura a 9 seminaristas do segundo ano e a 3 monges do Mosteiro dos Beneditinos de Bellaigue.

Foram os abades Arnaud Sélégny, Bernard de Lacoste e Vincent d’André que assistiram D. Galarreta durante esta bela e emocionante cerimônia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Bispo então conferiu as primeiras ordens menores a 8 seminaristas de terceiro ano .

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em sinal de renúncia à vida do mundo, o pontífice corta algumas mechas de cabelo. Nas ordens antigas, a tonsura é mais visível, como ainda é usada, por exemplo, nos capuchinhos e os beneditinos, que depois da cerimônia de tonsura não usam mais que uma coroa de cabelo.

Depois de dar a tonsura, Sua Excelência conferiu as ordens menores (1):

– O Hostiário (2) tem a tarefa de abrir e fechar as portas da igreja e garantir a santidade do local de culto. Ele também é responsável por chamar, tocando o sino, os fiéis para funções divinas.

– O Leitor lê as leituras do Antigo Testamento em público: desta forma, ele começa a exercer o papel sacerdotal de ensino.

Rezemos pela perseverança desses jovens que são fonte de verdadeira esperança e promessa para a Igreja.

Notas 

  1. As quatro ordens menores (Hostiário, Leitor, Exorcista e Acólito) são graus do sacerdócio. Não são mais conferidas nos seminários conciliares.
  2. “O porteiro deve guardar a igreja dia e noite, cuidar para que nada se perca; abrir e fechar a igreja e a sacristia; cuidar da limpeza e da decoração da igreja; tocar os sinos para indicar as horas das diferentes orações; manter a ordem do lugar e observar o silêncio e a modéstia; evitar que os infiéis entrem na igreja, perturbando os serviços, profanando os mistérios; abrir o livro ao pregador. ”

************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

ATENÇÃO CATÓLICOS: COLABORE COM A VERDADEIRA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018

CAPELAPrezados amigos, prezados leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Vocês que acessam e gostam de nosso blogvocês que acompanham as ações da Fraternidade Sacerdotal São Pio X (FSSPX) pelo mundovocês que lutam pelo Reinado Social de Nosso Senhor, vocês que sabem que a Tradição é a única solução para a restauração a Igreja… AJUDE-NOS! 

Estamos, mais uma vez, pedindo vossa ajuda nessa campanha em prol da compra de um terreno e futura construção de mais uma Capela para a Tradição e para a Santa Igreja. Sabemos que o caminho é longo e árduo, por isso, toda ajuda é importante.

CLIQUE AQUI PARA ALGUMAS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PROJETO

OU

CLIQUE AQUI E LEIA O TEXTO COMPLETO DA CAMPANHA!

Faça um gesto nobre de caridade, por amor à Santa Igreja!!

Ad Majorem Dei Gloriam

Aproveitamos para agradecer a todos que nos ajudam ou ajudaram em algum momento nessa campanha, mesmo de forma anônima. Contem com nossas orações.

Que Nossa Senhora os conduza ao caminho da santidade.

FOCO SOBRE A FRANCO-MAÇONARIA?

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Pergunta-se por que seria necessário, subitamente, dar foco à Franco-Maçonaria. Simplesmente porque ambos, o mundo em que vivemos e a igreja conciliar, são hoje “maçonizados”. E foram pela única causa que é conveniente a este resultado: a maçonaria em si.

De que maneira o mundo e a Igreja foram maçonizados? A resposta está em apenas uma palavra: Relativismo. De fato, a mentalidade do mundo atual é uma mentalidade relativista: não há mais verdade saída da adequação da inteligência ao real (verdade natural) ou saída da Revelação (verdade sobrenatural), mas a cada um sua verdade. O mais grave é que o relativismo realmente entrou na mente dos homens da Igreja que querem ser fiéis ao Concílio Vaticano II.

O exemplo hoje vem de cima, já que vem do próprio Papa. Em seu vídeo de janeiro de 2016, vemos Francisco sentado atrás de uma mesa e o ouvimos dizer:

A maioria dos habitantes do planeta declara-se crentes. Isso deveria ser motivo para o diálogo entre as religiões. Não devemos deixar de rezar por isso e colaborar com quem pensa de modo distinto“.

O papa continua:

Muitos pensam de maneiras diferentes, sentem de maneira diferente, procuram Deus ou o encontram de diversas maneiras. Nessa multidão, nesta variedade de religiões, só há uma só certeza que temos para todos: somos todos filhos de Deus “(esse vídeo escandaloso pode ser visto aqui).

Historicamente, é fato que a “maçonização” da sociedade civil que precedeu e permitiu a maçonização da Igreja Católica. A famosa seita maçônica dos Carbonários (condenada pelo papa Pio VII em sua encíclica Ecclesiam a Jesu Christo, de 13 de setembro de 1821) concebeu o seguinte plano que foi realizado com o Concílio Vaticano II:

O que devemos pedir […] é um papa segundo nossas necessidades […]. Assim, caminharemos mais seguramente ao assalto da Igreja […]. Para asseguramos um Papa nas devidas proporções, devemos inicialmente preparar para este Papa uma geração digna do reino que sonhamos. […] Dentro de alguns anos  este  clero  jovem  terá  forçosamente  ocupado todas as funções; será quem governa, administra, julga, forma o conselho soberano e será chamado para eleger o Pontífice que terá que reinar, e este pontífice como a maioria de seus contemporâneos, estará necessariamente mais ou menos imbuído dos princípios italianos e humanitários que começaremos a pôr em circulação. […] Que o clero ande sob vosso estandarte, acreditando ir sempre atrás das bandeiras das Chaves apostólicas. […] Vós trareis amigos em torno da cadeira apostólica. Vós tereis pregado uma revolução em tiara e pluvial, marchando com a cruz e estandarte.”

A conclusão dessas considerações é a seguinte: combatendo sobrenaturalmente a Franco- Maçonaria, atacamos a raiz do mal atual.

Originalmente publicado na: Carta da Milícia da Imaculada – número 2 – também publicado na Revista Le Chardonnet n° 315, fev/2016, pág. 6)

*******************************

NOTA DO BLOG DOMINUS EST: D. Marcel Lefebvre já exclamava isso em seu livro DO LIBERALISMO À APOSTASIA, no capítulo: A CONSPIRAÇÃO DA ALTA VENDA DOS CARBONÁRIOS

 

NOSSA SENHORA TRABALHANDO ATRAVÉS DE SEUS FILHOS

maxiO franciscano conventual mártir São Maximiliano Kolbe, fundador de Niepokalanów, também chamada “a Cidade da Imaculada”, uma comunidade católica, em Teresin, perto de Varsóvia, na Polónia, construída em um terreno oferecido pelo príncipe Jan Drucki-Lubecki, em 1 de outubro de 1927. É a sede internacional da Milícia da Imaculada. Em Abril de 1980, o Papa João Paulo II concedeu o título de basílica menor à sua igreja.

Fonte: FSSPX Canadá — Tradução: Dominus Est

Queridos amigos e benfeitores,

Fevereiro trouxe-nos a bela festa de Nossa Senhora de Lourdes e, portanto, o grande mistério da Imaculada Conceição: “Eu sou a Imaculada Conceição!” Ao dizer “Imaculada Conceição”, diz-se uma eterna “inimizade”, uma luta, um combate tanto entre a Imaculada e a serpente amaldiçoada, quanto entre os seus descendentes, assim como há inimizade entre graça e pecado. O apóstolo disse bem: “Que compatibilidade pode haver entre Cristo e Belial, entre a luz e a escuridão?” (II Cor 6: 15)

Ao revermos os últimos dois séculos a partir desse ângulo da Imaculada, é claro que Nossa Senhora continua a lutar sozinha, direta e indiretamente, através de seus filhos. No século XIX, com 1) a Medalha Milagrosa (1830), 2) Nossa Senhora das Vitórias e a consagração ao Imaculado Coração (1836), 3) a redescoberta em 1847, no fundo de um antigo baú, do Tratado da Verdadeira Devoção de São Luís Maria Grignon de Montfort e 4) Lourdes (1858) — para mencionar apenas essas quatro datas — vemos a Rainha do Céu lembrando-nos que ela está aqui, entre nós, trazendo-nos esperança, confiança e algumas armas muito poderosas para a guerra espiritual que, antes de tudo, é dela mesma.

No século XX, a Rainha organiza ainda mais suas tropas para uma luta que se intensifica. Claro, há Fátima, sobre a qual muito falamos no ano passado. Gostaria de destacar aqui duas organizações que tiveram um impacto extraordinário nos últimos cem anos e que estão ganhando cada vez mais importância nas fileiras da Tradição em nossos difíceis tempos: a Milícia da Imaculada (MI) e a Legião de Maria.

A MI foi fundado em Roma, pelo jovem irmão Maximiliano-Maria Kolbe, polonês, 3 dias após o milagre do sol de Fátima, em 16 de outubro de 1917, véspera da festa de Santa Margarida. A fundação da Legião de Maria segue de perto, sendo fundada em Dublin, na Irlanda, em 7 de setembro de 1921, nas primeiras vésperas da festa da Natividade de Maria pelo Sr. Frank Duff. O Irmão Maximiliano-Maria Kolbe ainda não era um sacerdote (ele será ordenado um ano depois), nem qualquer um dos seus seis companheiros franciscanos em seu convento de Roma, na fundação da MI. Frank Duff, ele próprio um funcionário do governo que nunca se casará, que rezará o breviário completo em latim por quase cinquenta anos, reuniu um sacerdote e um grupo de senhoras, eram em quinze, para colocar-se a serviço da Santíssima Virgem. Continuar lendo

FOTOS DA BÊNÇÃO DO NOVO MOSTEIRO BENEDITINO NOS ESTADOS UNIDOS

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

As pioneiras fundadoras do Mosteiro São José, em Silver City, no Novo México (EUA), viram sua casa religiosa abençoada por Sua Excelência D. Bernard Fellay, Superior Geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, em 10 de fevereiro de 2018, dia da festa de Santa Escolástica.

Com este ato memorável, o Mosteiro Beneditino de Nossa Senhora de Guadalupe, em Silver City, cujo Prior é o Padre Cipriano, ganhou uma congregação de religiosas beneditinas contemplativas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dom Fellay explicou o significado de um novo convento para a Igreja e a Tradição:

“Temos duas coisas. Primeiro, a própria benção, que difunde a bênção de Deus e as graças de Deus, e torna este lugar da terra um local sagrado, um local de graça. Esta é a parte mais importante. Depois, é importante para a Tradição porque é o primeiro mosteiro americano contemplativo que abençoamos. Esperamos que haja muitas graças e muitas vocações aqui. Em um país como os Estados Unidos, que é muito materialista, há uma necessidade urgente de aprofundamento que é dada pela vida contemplativa e os monastérios contemplativos. Para conhecer Deus, você deve se levantar da terra. Você deve obter esse olhar da fé. Nada, a não ser a contemplação, fará isso. Esta casa contemplativa para os beneditinos na América será agregada à congregação carmelita tradicional. “

O padre Cyprien falou no mesmo sentido, acrescentando:

“O projeto de convento, depois de muito tempo, completa o quadro beneditino, com homens e mulheres vivendo sob a Regra de São Bento, em apoio mútuo e colaboração. A recente aquisição de novas áreas permite uma expansão e uma intimidade para cada comunidade monástica. As irmãs beneditinas representam a forma original da vida religiosa feminina à medida que se desenvolveu a partir das virgens romanas dos tempos apostólicos, tornadas famosas por suas filhas e os parentes do Apóstolos e mais tarde pelos Padres da Igreja, como Santo Ambrósio. Roma está cheia de santuários dessas primeiras religiosas que viveram o ideal religioso desde o início do cristianismo, à imitação da Santíssima Virgem Maria, sendo ela mesma uma virgem consagrada ao serviço do templo.

Antes da benção do novo mosteiro de São José, D. Bernard Fellay pregou em três, dos sete dias de retiro às irmãs, postulantes e noviças.

O ano que se inciai é um ano de formação para a nova comunidade de irmãs. Elas seguirão o programa tradicional de formação religiosa. Além do status específico das novas fundações, há o período habitual de postulante, o noviciado de dois anos, seis anos de votos temporários e depois, os votos perpétuos (no caso ordens religiosas fazem votos solenes) e a consagração das virgens.

Os planos atuais prevêem uma comunidade começando entre 10 e 12 vocações. A cerimônia de vestimenta religiosa para as irmãs acontecerá no dia 17 de outubro deste ano, na festa de Santa Margarida Maria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O fim de semana abundou em outros felizes eventos. Na manhã da bênção, D. Fellay celebrou uma grande e solene missa pontifical e três irmãos receberam a tonsura.

Deo gratias.

ATENÇÃO: PROMOÇÃO NOS DVDS!!!

Resultado de imagem para fsspxPrezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Precisamos queimar nosso estoque de DVDs para podermos adquirir os novos temas que sairão em breve.

Para isso estamos fazendo essa liquidação das últimas unidades dos títulos que temos a disposição.

Individualmente cada um custa agora R$ 30,00. Estamos colocando os dois títulos juntos a R$ 50,00 já com o frete (modelo PAC) incluso.

Reserve-os pelo gespiox@yahoo.com.br

OS RITOS DA MISSA (TRIDENTINA) – EXPLICAÇÃO DAS ORAÇÕES E CERIMÔNIAS (R$ 30,00)

(QUANTIDADE À DISPOSIÇÃO: 9)

Introdução Geral

Teologia da Redenção

Visão de Conjunto

Ofertório

Canon e Comunhão

Conclusão

****************************

FÁTIMA E A EXPERIÊNCIA SOVIÉTICA (R$ 30,00)

(QUANTIDADE À DISPOSIÇÃO: 12)

Introdução Geral

As Cinco Rússias

Liberalismo e Niilismo

Revolução Soviética

“Nossa Senhora disse-me” (Resumo Das Aparições)

“A Rússia espalhará os seus erros pelo mundo” (Natureza Do Comunismo)

Conclusão: França e Rússia

FORMAÇÃO SACERDOTAL EM UM SEMINÁRIO DA FSSPX

O vídeo está em espanhol, mas é de fácil compreensão!

FSSPX News – Tradução: Dominus Est

Quão imenso tesouro é um sacerdote verdadeiramente santo, onde quer que esteja” (São Pio X). Neste interessante vídeo, realizado pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Zaitzkofen, na Alemanha, vemos como é a formação sacerdotal nos seminários da FSSPX, e como um jovem que sente em sua alma o chamado para consagrar-se a Deus, materializa este desejo.

Jovem, se você quiser…!

Aqui está um jovem, decidido, inteligente. Ele se casaria facilmente. Várias moças se interessariam por ele. Bastaria um gesto seu.

Mas, impressionado pela falta de operários evangélicos, pelo grande número de almas que se perdem pela falta de apóstolos, ele entrevê todas as consequências que teria para a salvação das almas se consagrasse toda sua vida ao serviço de Deus e renunciaria às lícitas alegrias do matrimônio… Ele vê as consequências desse dom de si mesmo em um Francisco Xavier, em um João Bosco, em um Vicente de Paula, em João Maria Vianney. E diz a si mesmo: “E por que não eu …?”

Reúne os cinco sinais ou condições indicadas acima:

1º Compreende a eficácia que seu sacrifício teria para o serviço de Deus e da Santa Igreja: tantas famílias transformadas…! E como ele mesmo se santificaria melhor…!

2º Tem as disposições necessárias.

3º Se ele se entrega a Deus, está determinado a cumprir, com a ajuda da graça, as obrigações correspondentes.

4º Não há “contraindicações”.

5ºPode facilmente encontrar um Bispo ou uma Congregação que o aceite.

Este jovem pode se perguntar: “Deus me chama? Eu lhe entrego a minha vida? Ofereço-me ao seu serviço?”

Claro, sim! Este jovem pode considerar como dirigidas a si mesmo as palavras do divino Mestre: “Si vis…! Se queres, vende tudo o que tens, dê-o aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me…!”

Assim, uma vez resolvida a questão da vocação diante de Deus, pare de perguntar aqui e ali e pare de duvidar… Este é um clássico truque de satanás para enredar e desencorajar um grande número de jovens.

Os pais não têm o direito de impedir que um filho se entregue a Deus, nem mesmo exigir um tempo de espera muito prolongado (por exemplo, terminar seus estudos ou ter uma boa posição financeira…). Isso é um abuso que terão de prestar contas a Deus. O jovem que, chamado por Nosso Senhor, pediu a procrastinação necessária para enterrar seu pai e sua mãe antes de segui-lo, não retornou depois (Mt 8, 21-22).

Que o jovem que sente o chamado não faça Deus esperar, mas se entregue generosamente a Cristo, assim que o assunto da vocação tenha sido esclarecido e lance-se à sua realização o mais rápido possível. Não façamos Nosso Senhor esperar.

Sendo assim, jovem… decida-se!

Santo Inácio pergunta a você (nº 185.187):

— “A um jovem que estivesse em tua mesma situação, o que aconselharias a fazer para a maior glória de Deus e a maior perfeição de sua alma?”

— “No dia da tua morte, o que desejarias ter escolhido hoje?”

— “Teus vários argumentos a favor ou contra a vocação, sejam quais forem, o que valem diante de Deus?”

E não duvide mais. Trabalhe em consequência. Si vis…! Compreenda a graça, compreenda a honra que é feita a você. “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzas fruto, e o vosso fruto permaneça” (Jo 15,16).

Seminários da Fraternidade São Pio X no mundo

Argentina: Seminário Nossa Senhora Corredentora – La Reja

Suíça: Seminário São Pio X – Ecône

Alemanha: Priesterseminar Herz Jesu – Zaitzkofen

Estados Unidos: Seminário de Santo Tomás de Aquino – Dillwyn

Austrália: Seminário da Santa Cruz – Goulburn

França: Seminário Santo Cura d’Ars – Flavigny

MONS. FELLAY SOBRE O ATUAL ESTADO DA FRATERNIDADE

news-header-image

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Monsenhor Bernard Fellay, Superior Geral da Fraternidade São Pio X, graciosamente concordou em proferir uma conferência aos fiéis da Igreja de São José, ocasião em que falou sobre o desenvolvimento das relações da Fraternidade com Roma. Durante esta conferência, concedida em 3 de fevereiro de 2018, ele forneceu muita informação sobre isso e, acima de tudo, incentiva um assunto que pode parecer tão obscuro para os católicos hoje.

Diante de um grupo de fiéis muito interessados da Igreja de São José, Monsenhor Fellay abriu a conferência falando sobre os antecedentes da obra da FSSPX, relembrando os eventos e movimentos que tiveram lugar antes do Concílio Vaticano II. Ele também lembrou que o “respeito humano” em que o clero caiu, foi a razão pela qual eles evitaram condenar o comunismo e introduziram o conceito muito venenoso de liberdade religiosa. O último foi solicitado especificamente à Igreja pela Loja Maçônica B’nai B’rith.

No entanto, a influência do comunismo e da maçonaria não terminou no Concílio, mas devastou a Igreja extensivamente nas décadas seguintes. Os inimigos de Cristo atacaram o coração de sua Igreja apontando suas armas para o sacerdócio. Com a implantação de candidatos cuidadosamente selecionados nos seminários, esses inimigos conseguiram reduzir o corpo sacerdotal a uma mera sombra do que fora um dia, em questão de algumas décadas. Sua Excelência observou, por exemplo, o caso de uma paróquia na França que conta com dois sacerdotes, com mais de 60 anos de idade, aos quais foram confiados 92 centros de missas. É uma situação verdadeiramente dramática, e definitivamente não há avanço neste momento.

Em rápidas pinceladas, Monsenhor delineou um breve resumo dos tratados da Fraternidade com Roma desde a sua fundação em 1970. Entre outras coisas, ele falou do protocolo de 1988 — um documento que, apesar de não ser perfeito, era suficiente em si mesmo, e que teria concedido à Fraternidade o seu lugar legítimo na Igreja. Monsenhor Lefebvre voltou atrás em assinar este documento por uma razão prática; depois de rezar, deu-se conta de que estava sendo enganado, e de que não lhe seria concedido um sucessor. Continuar lendo

ONDE O SEDEVACANTISMO E NEOCONSERVADORISMO SE ENCONTRAM

A TENTAÇÃO SEDEVACANTISTA

FSSPX Distrito do México – Tradução: Dominus Est

Um estudo sobre a preocupante tendênciaque existe entre alguns católicos que amam os ensinamentos tradicionais e perenes da Igreja.

Sedevacantismo é uma palavra muito extensa que significa, literalmente, que a Santa Sede está vacante. Atualmente, indica a crença de que a pessoa que ocupa a cadeira de São Pedro não é o verdadeiro Papa, mas um impostor sem qualquer direito a exercer o oficio papal.

A razão alegada pelos sedevacantistas é que a crise da igreja tem o respaldo do Bispo de Roma. Eles afirmam que por omissão ou comissão, o Papa está promovendo erros e heresias como a nova Missa, o ecumenismo, a liberdade religiosa e a colegialidade. Os sedevacantistas pensam que um verdadeiro Papa não pode ser responsável por uma crise assim.

Esta mesma crise também produziu outro grupo, o dos neoconservadores, que aderem a tudo o que o Papa diga, pelo simples fato de ser o Papa. Deste modo, são levados a aceitar os falsos ensinamentos do Concilio Vaticano II mencionados acima.

É muito interessante que ambos os grupos, neoconservadores e sedevacantistas, servem-se do mesmo princípio: “O Papa é infalível em tudo, e o que ele ensina é verdadeiro e bom.” A diferença reside na forma como este princípio é aplicado. Os conservadores afirmam que, uma vez que o Vaticano II obteve a aprovação papal, devemos aceitar cegamente seus ensinamentos como bons e verdadeiros, sem importar-nos ou preocuparmos com o que possamos sentira respeito. Os sedevacantistas sustentam que, quando o Vaticano II promove heresias, sua autoridade não pode provir do verdadeiro Papa. Aqui está o dilema perfeito: neoconservador ou sedevacantista!

A solução para o dilema tem sua raiz no próprio princípio. A infalibilidade não é um passe universal para absolutamente tudo o que sai da boca do Papa ou tudo o que Roma diz. A infalibilidade está limitada a declarações específicas, que devem atender a certas condições para ter sua proteção. Esta proteção não se aplica aos documentos do Concílio Vaticano II nem à legislação em torno da Missa nova.

Monsenhor Lefebvre, em seu conhecimento da política romana e sabedoria sobrenatural, conhecia os principais problemas que ocorreram durante o Concílio Vaticano II: presidiu o Coetus, que foi o grupo formado pelos bispos em oposição aos modernistas provenientes dos países do Reno. Ao contrário dos sedevacantistas, o santo bispo não se escandalizou pela terrível confusão que sofreram a fé e a Missa sob o nome de ecumenismo. Ele lutou como um leão contra a Roma modernista e, no entanto, reconhecia a autoridade do Romano Pontífice. Ele agiu do mesmo modo que um bom menino o faria ao resistir a um pai que lhe pedisse para que roubasse, sem deixar de reconhecê-lo como pai.

Alguns sedevacantistas afirmam que os sacerdotes tradicionalistas (incluindo a FSSPX) invocam a pessoa do Papa dizendo “una cum” no cânon da Missa. Para eles ser “una cum” é tanto como dizer “Amém” às heresias promovidas pelo Papa. Na verdade, a tradução mais precisa do termo é que oramos pelo Papa, como cabeça visível da Igreja.

Por muito tentadora que possa parecer neste momento a opção do sedevacantismo, devemos resistir a cair nesse erro. No entanto, isso não significa que devemos alinhar-nos com os neoconservadores que tomam cada declaração papal como quase infalível. Recordemos que na história da Igreja houve santos e homens santos que consideraram necessário resistir ao Papa sem se tornarem sedevacantistas. Esta é a razão pela qual Monsenhor Lefebvre, mesmo com toda a sua oposição à Roma modernista, nunca adotou essa posição, e prudentemente proibiu os sacerdotes da FSSPX professá-la.

VÍDEO – A IMAGEM PEREGRINA DE FÁTIMA ATRAVÉS DOS ESTADOS UNIDOS E DO CANADÁ

VÍDEO TRAÇA A JORNADA DA IMAGEM PEREGRINA DE FÁTIMA ATRAVÉS DOS ESTADOS UNIDOS E DO CANADÁ

Viajando por mais de 110 destinos durante uma viagem de dois anos e meio, esta imagem da Virgem Peregrina concluiu sua jornada em de 8 de dezembro de 2017.

SSPX USA – Tradução: Dominus Est

Ela permanece de pé sobre as nuvens do céu. Suas mãos postas em oração. É Nossa Senhora. A Virgem, Mãe de Deus. Ela implora ao Seu Filho que poupe a humanidade. Ela implora à humanidade que ouça a Sua mensagem de conversão.

Era 1917. E ainda — com o passar do tempo, Sua mensagem de mais de 100 anos torna-se ainda mais relevante, mais urgente e mais significativa para os nossos tempos.

O Distrito dos Estados Unidos da Fraternidade São Pio X organizou uma devoção a Nossa Senhora de Fátima em homenagem ao centésimo aniversário de Suas aparições. Uma devoção que foi publicamente realizada por mais de dois anos e meio e construída ao redor de uma imagem especial de Nossa Senhora de Fátima, esculpida e pintada à mão de acordo com a visão descrita pela Irmã Lúcia em suas memórias.

Aimagem peregrina viajou por mais de 33 estados. Totalizando mais de 110 destinos. Milhares de fiéis católicos rezando em uníssono. Um só objetivo, um só desejo, uma só oração.

A missão

O objetivo deste projeto — espalhar a devoção ao Seu Imaculado Coração lembrando toda a importância de Sua mensagem e viver essa mensagem na prática para a conversão dos pecadores e a salvação das almas.

Escolas, capelas e casas religiosas da Fraternidade São Pio X se revezavam em acolher a imagem com o espírito e a generosidade que acolheriam a própria Nossa Senhora. Em preparação, cada comunidade recitou uma novena e as orações do anjo de Portugal. Após sua chegada, rezou-se um Rosário em comum, muitas vezes com o acréscimo de outras devoções, como a Missa e uma procissão pública. Finalizando tudo com uma consagração da comunidade e de cada membro ao Seu Imaculado Coração.

Milagres

Deus os realiza constantemente para nos mostrar que Ele está no comando e é nosso Deus —está no comando de todas as coisas. Há cem anos, Deus realizou um milagre. E aqui, em Fátima, o milagre do sol confirmaa mensagem — que o inferno existe e as almas vão para lá. Que a Rússia espalharia os seus erros, que haveria mesmo uma grande perda da fé na Igreja. E a devoção ao Imaculado Coração de Maria e ao Rosário são os melhores recursos que podemos ter.

Quão gratos devemos ser por Nossa Senhora nos ter deixado estar neste seu acampamento, aqui esta noite. Nós caminhamos esta noite, sabendo que, por fim, o Imaculado Coração de Maria triunfará. Sabemos que Deus glorificará Sua Mãe, e que Ele glorifica a Si mesmo através de Nossa Senhora. Hoje a noite invocamos a Mãe de Deus como a mais poderosa protetora da raça humana. A protetora mais poderosa de nossa nação, do nosso estado, dos nossos lares.

Rezamos nossos Rosários enquanto caminhamos também porque sabemos, conforme disse Irmã Lúcia: “Não há nenhum mal, pessoal, familiar ou social que não possa ser vencido pela recitação com Fédo Rosário”.

Não tememos os nossos tempos

Nós somos, de fato, testemunhas dos males dos nossos dias, mas não é esse o medo que deve estar em nosso coração, mas uma confiança absoluta no poder de Nossa Senhora, enquanto caminhamos juntos. Nossas velas cintilam como um sinal de Fé, fé em Deus, fé em nossa Mãe. “Os homens não devem ofender mais a Nosso Senhor”, disse Ela naquele dia de outubro, “pois Ele já está por demais ofendido”. Mãe de Deus, sabemos que o nosso Rosário,nesta noite, é agradável para vós. Que possamos realizar esta procissão com um grande espírito de fé e confiança em Nossa Senhora. Amém.

O centésimo aniversário de Fátima não é a conclusão da devoção ao Seu Coração Imaculado, mas, sim, uma renovação de novo vigor no Seu serviço. Embora suas aparições tenham ocorrido há mais de 100 anos, continuam trazendo esperança, luz e paz para todos os que se aproximam d’Ela e para todos os que vivem a Sua mensagem.

Que a nossa vida cotidiana seja unida a Ela, de maneira que, no final, possamos triunfar juntos ao Seu lado. Porque, como Ela prometeu, “por fim, meu Imaculado Coração triunfará”.

SIM, VOCÊ PODE NOS AJUDAR!

CAPELAPrezados amigos, prezados leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Vocês que acessam e gostam de nosso blogvocês que acompanham as ações da FSSPX pelo mundovocês que lutam pelo Reinado Social de Nosso Senhor, vocês que sabem que a Tradição é a única solução para a restauração a Igreja… AJUDE-NOS! 

Estamos, mais uma vez, pedindo vossa ajuda nessa campanha em prol da compra de um terreno e futura construção de mais uma Capela para a Tradição e para a Santa Igreja. Sabemos que o caminho é longo e árduo, por isso, toda ajuda é importante.

CLIQUE AQUI PARA ALGUMAS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PROJETO

OU

CLIQUE AQUI E LEIA O TEXTO COMPLETO DA CAMPANHA!

Faça um gesto nobre de caridade, por amor à Santa Igreja!!

Ad Majorem Dei Gloriam

Aproveitamos para agradecer a todos que nos ajudam ou ajudaram em algum momento nessa campanha, mesmo de forma anônima. Contem com nossas orações.

Que Nossa Senhora os conduza ao caminho da santidade.

ORDENS MENORES E TOMADAS DE BATINA NO SEMINÁRIO DE ZAITZKOFEN (ALEMANHA) – 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Mons. Bernard Tissier de Mallerais, Bispo Auxiliar da Fraternidade Sacerdotal de São Pio X , entregou a batina a sete seminaristas do primeiro ano: 1 alemão, 1 suíço, 1 austríaco, 1 tcheco, 1 russo e 2 poloneses, procedeu com a tonsura e conferiu as primeiras Ordens Menores a  outros onze: 2 tchecos, 4 alemães, 2 austríacos, 1 francês, 1 lituano e 1 suíço,  nos dias 2 e 3 de fevereiro de 2018 no Seminário do Sagrado Coração de Jesus, em Zaitzkofen, na Alemanha.

As quatro ordens menores (Hostiário, Leitor, Exorcista e Acólito) são graus do sacerdócio (leia aqui a respeito) e não são mais conferidos nos seminários conciliares.

Nas ordens antigas, a tonsura é mais visível, como ainda é usado, por exemplo, nos capuchinhos e nos beneditinos que, após a cerimônia de tonsura, não levam mais que uma coroa de cabelo.

Os seminaristas se ajoelham diante do Bispo que, em um gesto simbólico, corta quatro mechas de cabelo em forma de uma cruz. “O Senhor é parte da minha herança” (4), então diz o novo levita.

Esta é uma alusão à tribo de Levi no Antigo Testamento cujos membros, por suas funções ao serviço do Templo não possuíam territórios na Terra Prometida, o próprio Senhor se declarou sendo sua herança.

Depois de dar a tonsura, o Bispo conferiu as ordens menores:

– O Porteiro tem a tarefa de abrir e fechar as portas da igreja e garantir a santidade do local de culto. Ele também é responsável pela convocação dos fiéis, tocando o sino, às funções divinas:

 “O porteiro deve guardar a igreja dia e noite, cuidar para que nada se perca; abrir e fechar a igreja e a sacristia; cuidar da limpeza e da decoração da igreja; tocar os sinos para indicar as horas das diferentes orações; manter a ordem do lugar e observar o silêncio e a modéstia; evitar que os infiéis entrem na igreja, perturbando os serviços, profanando os mistérios; abrir o livro ao pregador. ”

Ao tocarem as chaves da igreja, o bispo também lembra as contas que terão que prestar a Deus por esse serviço. No fundo da igreja, um a um, eles abrem a porta e tocam o sino.

De volta à frente do altar, eles são ordenados Leitores para a edificação dos fiéis. O Leitor faz as leituras do Antigo Testamento em público: dessa forma ele começa a exercer o papel sacerdotal de ensino.

O que vossos lábios lerão, creiam-no de todo o coração e mais ainda, pratiquem-no por vossas obras … Como se mantendes de pé para ler, devereis também dar o exemplo e praticar uma virtude mais elevada que aqueles que vos ouvem.

************************

As ordenações menores em 2018 nos EUA e na França podem ser vistas aqui.

************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”