AUTODEMOLIÇÃO CIVILIZACIONAL

Relatório do Senado francês aponta que 2.800 igrejas em todo o país, muitas delas construídas a séculos, serão demolidas ao longo dos próximos anos sob alegação de que os custos de restauração excedem o das demolições. Em contrapartida, mesquitas islâmicas florescem por toda a França

Sensus fidei: De acordo com um relatório do Senado francês, 2.800 igrejas em todo o país, muitas delas construídas a séculos, serão demolidas ao longo dos próximos anos sob alegação de que os custos de restauração excedem o das demolições. Em contrapartida, mesquitas islâmicas florescem por toda a França.

Esta igreja, Église Saint-Jacques d’Abbeville [vídeo abaixo], uma obra neo-gótica em Abbeville, Nord-Pas-de-Calais-Picardie que remonta a 1868, foi demolida em 2013 por um custo total de 350.000 €. O raciocínio: o custo da demolição foi muito menor do que custaria a restauração.

Neo expansão islâmica

A neo expansão islâmica rapidamente progride na nova Europa maçônica anticristã e anticlerical. Um exemplo disso, a Grande Mesquita de Paris, construída em 1926, obteve recentemente um telhado moderno, totalmente retrátil, como é normalmente encontrado apenas nos estádios de futebol e centenas de novas mesquitas são construídas a cada ano para as centenas de milhares de novos muçulmanos nascidos ou que imigram na sociedade francesa, muitas vezes com dinheiro do contribuinte. Nos dois vídeos a seguir, imagens do projeto de alta tecnologia na construção do novo telhado e detalhes do suntuoso interior da mesquita.

Autodemolição civilizacional

Enquanto o número de franceses na França continua a diminuir devido às taxas de natalidade recorde de baixa, alta emigração e imigração muçulmana, por outro lado, os membros da fé católica, estão agora na maior baixa de todos os tempos. Para muitas cidades na França, especialmente nas cidades em que os cristãos são a minoria, a falta de interesse e o alto valor de propriedade dos edifícios simplesmente não justificam o custo de uma possível restauração dessas igrejas. Muitos prefeitos escolhem as demolições mais baratas. Milhares de igrejas estão sendo demolidas e sendo substituídas por shoppings, lojas, apartamentos ou estacionamentos.

A seguir, um vídeo perturbador, com imagens e informações da tv iraquiana revelando claramente o verdadeiro e mal dissimulado caráter que anima o espírito religioso muçulmano e que se esconde sob o alarmante incentivo das novas políticas migratórias impostas pela União Europeia. Infelizmente, o nível de compreensão do afetado cidadão-zumbi da nova ordem mundial está muito longe de perceber que ele próprio é protagonista no suicídio de nossa civilização.

Fontes de consulta:

The European Union Times – France is Demolishing Thousands of Churches, Building Mosques

Tradition in Action – Europe Chastised & a Deeper Look at Islam

ISLÃ, RELIGIÃO DO AMOR?

decapitation_160722É preciso distinguir islã e fundamentalismo islâmico? O islã é mesmo uma religião de amor? Existe mesmo um islã moderado? Os responsáveis pelos atentados recentes encontraram no corão sua justificação?

O estudo a seguir vai responder, com clareza e precisão, essas questões fundamentais. As autoridades religiosas e políticas terão interesse em se debruçar sobre estas interrogações. 

Resposta a “não confundam islã com fundamentalismo islâmico”

Pe. Guillaume Gaud, FSSPX

Se queremos procurar as causas mais profundas da onda terrorista, a questão não é simplesmente saber em que reside a diferença entre o que nós, ocidentais, chamamos islã ou fundamentalismo islâmico; mas saber se o problema fundamental não reside nos fundamentos da religião muçulmana, a despeito dos movimentos internos do islã.

Não se trata então de saber se a maneira como a jihad é conduzida por grupos como o Estado Islâmico está de acordo com a jurisprudência interna do islã (”eles não seguem as regras”, “eles são fanáticos”), mas de saber se o jihadismo é ou não essencial ao islã e, portanto, absolutamente inevitável. Se o jihadismo contra os infiéis é ou não um dever da comunidade dos crentes. Se o jihadismo é ou não uma ordem de Alá e de seu mensageiro Maomé. Em uma palavra, se um muçulmano tem ou não o direito de se opor ao princípio do jihadismo e continuar sendo muçulmano.

Vejamos então as fontes da fé e do direito muçulmanos: O corão dá as prescrições de Alá, o hadith dá o exemplo de Maomé para cumprir essas prescrições; o fiqha jurisprudência islâmica, estabelece a relação entre a vida de cada muçulmano, o corão e o hadith. Continuar lendo

RESPOSTA DO ESTADO ISLÂMICO AO PAPA…

….após o ridículo “inocente” comentário feito no vôo de volta da Polônia.

ESTADO ISLÂMICO: NOSSA GUERRA É DE RELIGIÃO E ODIAMOS OS CRISTÃOS

RevistaDabiqISIS_030816

Revista Dabiq do Estado Islâmico – cristãos decapitados pelo ISIS em fevereiro de 2015

Fonte: ACI

“O mandamento é claro, matar os infiéis como Alá disse”, foi a resposta do Estado Islâmico (ISIS) ao Papa Francisco no último número da sua revista Dabiq intitulada “Destruir a Cruz”, na qual afirma que odeia o ocidente cristão e acusa o Pontífice de querer “pacificar a nação muçulmana”.

A última edição da revista Dabiq foi publicada depois que o Papa Francisco afirmou, durante o voo de volta da Polônia, “que não é justo identificar o islã com a violência. Não é justo nem é verdade”. No mesmo dia, grupos de muçulmanos foram às igrejas da França e da Itália para condenar o assassinato do Pe. Jacques Hamel, cometido por dois terroristas do ISIS.

“Francisco continua ocultando atrás de um véu enganoso de ‘boa vontade’, ocultando suas intenções atuais de pacificar a nação muçulmana”, assinalou a revista do grupo fundamentalista, que também criticou o governo da França por dizer que “o autêntico islã e uma leitura apropriada do Alcorão são opostas a toda forma de violência”. Continuar lendo

SERÁ FRANCISCO UM PAU MANDADO DO RADICALISMO ISLÂMICO?

por Christopher A. Ferrara

Os Leitores talvez recordem que, recentemente, Francisco teve uma reunião privada no Vaticano com o Sheik Ahmed el-Tayeb,“Grande Imã” da Universidade Al-Azhar do Cairo, Muçulmano “moderado”, talvez a maior autoridade mundial sobre o Islamismo Sunita, e que já chegou a prestar serviços ao “Grande Mufti” do Egipto.

Eu lembro-me de ter pensado na altura: “-Moderado, mentira rasteira!” Eu teria conjeturado que o velho amigo Ahmed deveria ter apelado à ‘-Morte aos infiéis!’ em algum dos seus escritos ou discursos, o que não seria mais do que seguir o código legal islâmico “moderado” do Egipto e de outros Estados Islâmicos “moderados”. Mas eu deixei cair o assunto, uma vez que ninguém consegue estar atualizado com todo o Circo Bergogliano.

Houve, no entanto, quem fizesse tal trabalho por nós.  Raymond Ibrahim, nascido no Egipto de pais Cristãos Coptas, uma autoridade sobre o Islão, e fluente em Inglês e Árabe, revelou o seguinte no seu site da Internet:

Apesar de o seu assunto principal ser o de que quem não segue o Islão é predisposto por natureza a ser um criminoso, ele dava uma ênfase especial àqueles, cuja apostasia se apresenta como um “grande perigo para a sociedade islâmica. E isso devido ao facto de essa apostasia ser um resultado do seu ódio pelo Islão e um reflexo da sua oposição a ele. Em minha opinião, isso é alta traição.” Continuar lendo

“O PAPA ESTÁ ERRADO. ESTAMOS SOFRENDO ÓDIO POR PARTE DE UMA RELIGIÃO”

Patriarca de Antioquia reage à declaração de Francisco: Terrorismo e cristão assassinados por ódio à sua fé, primeiro no Oriente Médio e, agora, na Europa. Ignace Youssif III Younan fala à “Radio Uno” (uma rádio italiana) e pede para “evitar a linguagem politicamente correta. Devemos dizer que foi um islamismo radical e terrorista”.

patriarca

O Patriarca à esquerda

Por Il Foglio | Tradução: FratresInUnum.com: “Devemos evitar a linguagem policamente correta. Devemos dizer que foi um islamismo radical e terrorista. Este é o fato. Aqueles que causaram a tragédia em Dakar, 9 italianos, não eram nem pobres nem ignorantes. Eram de família muito bem posicionadas e educados. Não se pode falar de gente sofrida, socialmente marginalizada”. Quem disse isso, convidado pelo programa “Preto no Branco” da “Radio Uno”, foi Sua Beatitude Ignace Youssif III Younan, Patriarca de Antioquia dos sírios.

“Enquanto estamos vivendo esta tragédia, vocês (no ocidente, nota da redação) estão fazendo elucubrações teóricas, e a sangue frio, e nós devemos sofrer a cada dia, a cada momento, os perigos do terrorismo islâmico. Um bispo morto, dez padres mortos”, tudo nos últimos tempos, acrescentou.

Acerca da pergunta sobre as considerações do Papa sobre a guerra que não tem nada a ver com a religião, o Patriarca respondeu: “Com todo o respeito pelo Santo Padre, não está certo o que ele disse. Sempre houve gente mais rica que os outros. Aqui estamos sofrendo ódio por parte de uma religião”. Continuar lendo

NEM MESMO UM SACERDOTE DEGOLADO NA IGREJA POR TERRORISTAS ISLÂMICOS DESPERTA POLÍTICOS E BISPOS DO SONO

Por Riccardo Cascioli, La Nuova Bussola Quotidiana – Tradução: FratresInUnum.com

Como todas as manhãs, uma vez que por razões de idade já não era mais o pároco, padre Jacques Hamel celebrava a missa matutina dos dias de semana, às 9 horas, na “sua” igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, uma paróquia de 20 mil almas da Diocese de Rouen, no coração da Normandia. Com ele, como todas as manhãs, estavam três freiras e dois outros fiéis. Mas ontem alguma coisa não sucedeu exatamente como nas outras manhãs: dois jovens islâmicos armados de facas invadiram a igreja durante a missa e renderam os presentes. Depois obrigaram o sacerdote de 86 anos de idade, Pe. Jacques, a ficar de joelhos.

E enquanto preparavam para cortar sua garganta na frente do altar onde ele estava renovando o sacrifício de Cristo na Cruz, um deles tomou o lugar do padre e se lançou em um sermão em árabe, como testemunhou irmã Danielle, uma das religiosas presentes que conseguiu fugir pouco antes que os criminosos enfiassem a faca na garganta do padre Jacques. “Foi horrível”, disse a irmã Danielle, e juntamente com o sacerdote também um outro fiel foi golpeado e está em estado crítico. A religiosa também disse que os dois terroristas, evidentemente orgulhosos de sua ação, gravaram toda a cena, imagens que definitivamente estão agora nas mãos da polícia que matou os dois, tão logo que eles colocaram suas cabeças para fora da igreja.

Como sempre, quase que por um reflexo, todos os meios de comunicação imediatamente disseram que se tratava de duas pessoas com transtornos mentais, mesmo antes de saberem a identidade, e o engraçado é que eles continuaram a descrevê-los assim, mesmo depois de ter sido conhecido que os dois eram “soldados” do Estado islâmico. Em particular um dos dois, de 19 anos, era um combatente estrangeiro fracassado, porque tinha tentado no ano passado entrar duas vezes na Síria para lutar, mas foi impedido por agentes turcos e enviado de volta para a França. Aqui ele cumpriu um ano ou mais na prisão antes de um juiz conceder-lhe a prisão domiciliar, apesar da opinião contrária do procurador anti-terrorismo de Paris. E eis aí os resultados. Realmente uma boa demonstração de seriedade por parte das instituições francesas – depois da série de ataques que estão golpeando a França por mais de um ano -, dão provas de uma “leviandade” no mínimo desconcertante. Especialmente porque viemos a saber que Saint-Etienne-du-Rouvray é um foco conhecido de extremistas islâmicos, reunidos em torno da mesquita local. Continuar lendo

ANÁLISES RECENTES SOBRE O ÚLTIMO ATAQUE NA FRANÇA

MAIS UM ATAQUE NA FRANÇA, AGORA EM UMA IGREJA!

“…não se conhecem os motivos do ataque”

“…aguardamos novas informações para tentarmos entender o que aconteceu”

Meu Deus…até quando irão se fingir de cegos? Até quando esse bom-mocismo do mais alto grau da Igreja prevalecerá? Até quando se calarão e se fingirão de bobos em nome do novo ecumenismo e da misericórdia pós conciliar? Até quando levarão o assombroso exemplo da foto adiante?

Abriram suas igrejas para muçulmanos celebrarem o Ramadan, convidaram imans pra rezar nos jardins do Vaticano, beijaram o Alcorão, Papas retiraram os sapatos pra visitarem mesquitas, colocaram Maomé ao mesmo nível de Nosso Senhor nesses sacrílegos encontros ecumênicos….. A resposta a toda essa benevolência está aí! Onde chegarão? Esse pode ser o destino (leia aqui)

O que D. Lefevre já avisava lá na década de 80?

*********************************************

AFP5560115_LancioGrande(News.Va) – Mais um episódio de violência imprevista e desconcertante esta manhã, na França: dois homens armados com facas entraram na igreja de Saint-Etienne de Rouvray, perto de Rouen, e tomaram como reféns o pároco, duas religiosas e dois fiéis durante a missa, por volta das 10h. Continuar lendo

A MESQUITA DE NOTRE-DAME

Como foi possível que este pesadelo se tornasse realidade no berço de nossa civilização? A falta de fé e ausência de luta deixaram as antigas terras da Cristandade indefesas contra a maciça e calculada imigração em um Ocidente tímido que cresceu muito egoísta para defender-se a si mesmo

Mosque-Of-Notre-DameElena Chudinova | The Remnant | Tradução Sensus fidei:

“Nunca houve um livro mais relevante ou mais oportuno.” … Taki Theodoracopulos, editor de “Takimag.com”

“A Mesquita de Notre-Dame (The Mosque of Notre Dame) é uma análise indispensável do Islã para quem quer entender a ameaça que o Ocidente está enfrentando.” … Thomas Fleming, editor de Chronicles: A Magazine of American Culture.

Leia a mensagem da autora.

Originalmente publicado em russo, em 2006, foi traduzido para o francês, sérvio, polonês, búlgaro, turco e norueguês. Está sendo agora publicado em sua primeira edição americana pela Remnant Press.

Como evitar o futuro sombrio que rapidamente se precipita sobre nós? É possível? No livro “A Mesquita de Notre-Dame”, cuja história se passa ano de 2048, os muçulmanos da Arábia e da Europa central assumiram os governos da Europa Ocidental e bloquearam os países sob a Lei de Shária, minaretes, burcas e tudo o mais.

O Arco do Triunfo, em Paris, tornou-se uma plataforma para o apedrejamento de fabricantes de vinho. O Louvre foi despojado de todas as suas obras de arte. E a grande catedral de Notre-Dame de Paris converteu-se em uma mesquita. A Basílica de São Pedro, em Roma, foi arrasada e se transformou em um depósito de lixo. Continuar lendo

REINO UNIDO: SIM AOS ANÚNCIOS MUÇULMANOS, NÃO AOS CRISTÃOS

islam_in_ukFonte: Corrispondenza Romana – Tradução: Dominus Est

Outrora dizia-se ” ad maiorem Dei gloriam ” –  para a maior glória de Deus. Hoje não, hoje existem aqueles que preferem “Subhan Allah” – “Glória à Alá”, em árabe. E isso não se trata da mesma coisa …

Esse é o novo golpe publicitário, afixade em 640 ônibus de Londres, Manchester, Birmingham e Bradford, do final de maio até o início de julho, por ocasião do Ramadã. Constatou-se que isso – admite o Times – certamente provoca perplexidade entre os cristãos e não cristãos. Também porque surge apenas alguns dias após a eleição do muçulmano Sadiq como prefeito de Londres, cidade onde já vivem mais de 3 milhões de cidadãos muçulmanos. Resumindo, a sensação é de que possa se tratar de uma manobra de aproximação, de uma tática progressiva de afirmação sobre o território, de uma remodelação da mídia em grande escala.

A iniciativa foi promovida pela ONG muçulamana Islamic Relief, aparentemente para persuadir a opinião publica a fazerem ofertas em favor dos refugiados sírios. Tecnicamente, nada a dizer, é possível. O regulamento da Tfl-Transport for London, de fato, proíbe expressamente apenas as mensagens relacionadas a um partido político, e não as de fundo religioso. Mas muitos se perguntam por que, mais uma vez, estamos diante de dois pesos e duas medidas.

O motivo é muito simples: em dezembro foi expressamente proibida a difusão no cinema da capital de um vídeo promocional de um minuto, que queria dar a conhecer o site cristão JustPray e incentivar os britânicos a rezarem. Aos muçulmanos, no entanto, tudo parece ser concedido, tudo parece devido. Muitos consideram tal diferença de tratamento injusta e discriminatória.
Continuar lendo

VÍDEO DA AVE MARIA EM LÍNGUA ÁRABE

vierge_de_maloula_syrie_2015Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

A antiga cidade cristã de Maaloula, ao norte de Damasco, comemorou no sábado 13 de junho de 2015 a instalação de uma nova estátua da Virgem Maria, que substitui aquela destruída pelos jihadistas em 2013. Dezenas de famílias se reuniram ao lado de autoridades civis, militares e religiosas na principal praça da cidade para comemorar a instalação dessa nova estátua da Virgem Maria, que domina a cidade novamente.

A estátua é um símbolo de proteção para mim“, afirmou Samya, uma farmacêutica da cidade antes de insistir: “Maaloula voltou ao normal com o retorno da estátua.”

Localizada a 55 km ao norte de Damasco, Maaloula é conhecida por suas igrejas, conventos, mas também pelos seus refúgios abertos em cavernas datados dos primeiros séculos do cristianismo.

A maioria de seus habitantes são cristãos gregos-católicos e também ainda falam aramaico, a língua de Cristo. Em abril de 2014, o exército sírio e o Hezbollah retomaram a cidade dos jihadistas da Frente Al-Nosra, que a tinham tomado quatro meses antes e os 5.000 habitantes começaram a voltar para a cidadela fortemente danificada pelo conflito.

Assalam alayki ya Mariam

السلام عليك يا مريم

A “Ave Maria”, recitada em árabe por uma jovem cristã síria, “Céline”, sobre um fundo musical de um dj chamado Sachem, com imagens (RT TV) da cidade de Homs, e da Estátua da Virgem de Maaloula, que protege os fiéis católicos condenados ao ódio dos muçulmanos do DAESH.

A Ave Maria em lingua árabe

Ess salamou ala-y-ki, ya maryam
Ya moum-tali-a-ta ni-a-ma
Er-rabbi ma-a-ki
Moubarakatoune ê-nti fi ên-nissa
Oua moubarakatoune samaratou botniki Sayedna yassou-a el massi,
Ya qaddissa maryam Ya oualidât allah
Salli li aj-lina Na-nou el rata
El a-ne oua fi ma-oua-tina.
Amine

GRÃ-BRETANHA: “ISLAMIZADO” O CALENDÁRIO ESCOLAR

islam-407x278Fonte: Corrispondenza Romana – Tradução: Dominus Est

Cada vez pior. A Grã-Bretanha está cada vez pior … A islamização do Reino avança rápida e agressivamente, sem encontrar resistência alguma, com portas abertas, escancaradas na realidade. A última “moda” é de se adaptar ao Ramadã o calendário escolar de provas e exames, a fim de “não penalizar os adolescentes que observam tal período de jejum”.  Esta decisão foi tomada pelo órgão responsável pela organização didática. Contudo, se sonhava, no passado, de conceder um tratamento favorável aos alunos católicos no período da Quaresma. E não parece ter-se tomado medidas semelhantes para os jovens judeus, budistas, taoístas, sikhs ou qualquer outro.

Mas para o Islã, sim. Este ano, o Ramadã deverá se iniciar por volta da segunda semana de junho, em pleno período de exames, de modo que, “sempre que possível, recomenda-se programar antecipadamente” de tal data ”os temas mais importantes, tendo, no entanto, uma atenção para organizá-las preferencialmente pela manhã ou início da tarde ”, gentilmente sugerida pelo JCQ (Conselho Conjunto de Qualificações).

Esse ponto está unido plenamente também com o do sindicato dos professores: “Como educadores – afirmou  Mary Bosted, secretária-geral da organização da categoria – queremos que todos os jovens possam dar melhor de si em exames tão cruciais para seu futuro. ” Tambem  Malcolm Trobe, vice-secretário-geral da Associação de líderes de escolas e faculdades, apelou para que a observância do Ramadã não leve a eles “conseqüências que possam afetar” o resultado dos exames. Continuar lendo

APENAS PRODUTOS “HALAL” NOS RESTAURANTES “QUICK”: O ISLÃ AVANÇA (NA EUROPA)

Quick-382x278Fonte: Corrispondenza Romana – Tradução: Dominus Est

Um novo passo adiante na conquista muçulmana dos mercados e da economia ocidental: a partir do primeiro semestre de 2016 os pontos de venda detentores da marca Quick oferecerão exclusivamente carne halal ou seja, “de acordo” com a sharia, a lei islâmica.

E este é o resultado de complexas operações financeiras em curso há algum tempo e agora chega ao fim: após o sinal verde das Autoridades sobre Concorrência, de fato, o Grupo Bertrand, acionista majoritário da Burger King francêsa, adquiriu o grupo Quick com seus 509 restaurantes. Para mediar as manobras, foi consultada a Qualium Investissement, empresa de capitais franceses e estrangeiros terceirizados, que, como uma subsidiária da Caisse des Dépôts, com uma carteira de 1,2 bilhões de euros e mais de 40 investidores institucionais, não teve dificuldade em se creditar, conduzir investimentos desse tipo, como um parceiro de confiança das pequenas e médias empresas francesas, especialmente daquelas de propriedade familiar e de elevado potencial de crescimento. Os investimentos, neste caso, permitiram ao Grupo Bertrand, também proprietário de restaurantes, hotéis e empresas de distribuição de bebidas, detectarem uma realidade: o grupo Quick,, com um volume de negócios de cerca de €1.029.000.000, e mais de 20.000 funcionários, tornou-se assim, na França, o segundo maior em importância, atrás do McDonald’s, também no campo de “fast foods”.
Continuar lendo

DA INFIDELIDADE À HERESIA…..

….e o ódio à Igreja é cada vez maior!

Ex-muçulmanos conversos ao protestantismo estão interrompendo e e profanando diversas Missas nas últimas semanas nos Estados Unidos.

Em ao menos três incidentes, o grupo “Koosha Las Vegas” ingressou nas igrejas no meio da celebração da Eucaristia gritando aos católicos como se vê no vídeo.

Pode-se ver, por exemplo, um dos homens usando uma camiseta com a inscrição “Trust Jesus” (Confie em Jesus) caminhando pela nave do templo e entregando panfletos enquanto diz aos paroquianos que por serem católicos “pecaram contra (Deus) e violaram suas leis”.

O homem com a câmara grita logo: “Arrependam-se e voltem para Jesus Cristo! O Papa é Satanás! A imagem de Maria é Satanás!”

“Deixem de adorar ídolos! Os ídolos não os salvarão! Vocês precisam de Jesus Cristo! Vocês precisam do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, grita um dos homens. Continuar lendo

NÃO SE CHORA PELOS MORTOS DA FRANÇA CANTANDO A “MARSELHESA”

place-de-la-republicFonte: Corrispondenza Romana – Tradução: Dominus Est

Os 129 mortos e mais de 300 feridos em Paris não derramaram sangue pela “Marselhesa”. Não tem nada a ver: é um canto fora de sintonia desde o início. E, se é símbolo de alguma coisa, é daquela Revolução e de seu período subsequente definido, não por acaso, por “Terror”, que não foi muito diferente do horror causado pelo ISIS. Invocar essas notas não tem cabimento.

Assim como descabido, mais enjoativo foi ouvir o presidente francês Hollande definir o incidente como um ataque aos “valores da República”. Quais valores? Esses 129 mortes e mais de 300 feridos não derramaram seu sangue por aquele ambiente sufocante e opressivo do secularismo jacobino, imposto a um país considerado filho pródigo do cristianismo.

De resto, o que se espera de uma terra onde há não só um encontro anual dos muçulmanos da França, mas também nas prateleiras de supermercados é possível encontrar livros que glorificam o uso de armas “para garantir a supremacia de Alá”, bem como a conquista da Europa, como Os 40 Hadith, texto que prevê a morte para os “apóstatas” (ou seja, para os muçulmanos que se convertem a qualquer outra religião), ou como O Caminho do Muçulmano, que prega uma Jihad explicitamente “ofensiva”e “pena de morte”para os” hereges “? Continuar lendo

O ISLÃ PERTENCE À EUROPA?

mosqueinabujaFonte: FSSPX México

Vários políticos de alto escalão afirmam que o “Islã é parte da Europa”. Ao invés de fazerem declarações tão infundadas, não seria melhor lembrar que o Islã é antes de tudo uma ameaça à Europa e ao cristianismo?

“O Islã é parte da Europa”. Você já ouviu esta declaração feita por alguns políticos de alto escalão, como o ex-presidente da Alemanha, Christian Wulff, em outubro de 2010, e a chanceler Angela Merkel em janeiro de 2015.

Isso é verdade? Acham que as pessoas são tolas, tolas o suficiente para quererem vender-lhes isso? Quem leva em conta a história da Europa pode dizer: “O Islã pertence à Europa como uma ameaça.” É que os políticos nunca ouviram falar dos sarracenos ou dos mouros que se infiltraram na Espanha através do norte da África e que no ano 732 se estabeleceram no meio da França? Ou sobre a Batalha de Lepanto, em 07 de outubro de 1571? Ou quando os turcos sitiaram Viena em 1529 e 1683? Seria bom informarem-se sobre os húngaros, romenos e sérvios. Que experiências eles tiveram com o Império Otomano?

Não é verdade que o premio nobel Nobel Elias Canetti, colocou o dedo na ferida quando disse: “O Islã é uma guerra religiosa”? Ou quando o ex-muçulmano Imran Firasat, que em uma petição em 2012 promoveu a proibição do Alcorão, escreveu: “O Alcorão é um livro terrível que faz um chamado à comunidade muçulmana para levar a cabo a Jihad, ou seja, a Guerra Santa para matar inocentes e destruir a paz mundial “. Continuar lendo

MEMBRO DO ESTADO ISLÂMICO: “CHEGAREMOS A ROMA E FAREMOS EXECUÇÕES MASSIVAS NA PRAÇA DE SÃO PEDRO”

IsisFonte: ACI

A organização pela liberdade religiosa MasLibres.org publicou uma entrevista com um membro do Estado Islâmico, que assegurou que morrer por Alá é “o melhor destino que uma pessoa pode escolher”. “Convertam-se enquanto é tempo”, diz o terrorista.

 O jovem muçulmano disse que caso não se convertam, “morrerão como infiéis. Essa é a lei de Alá. Nós sairemos vitoriosos. Chegaremos à Roma, à Praça de São Pedro e faremos execuções massivas de infiéis”.

 A fim de proteger a segurança do repórter que realizou a entrevista, não puderam entrar em detalhes sobre sua realização, explicou Maslibres.org ao Grupo ACI. Mas, garantem que a entrevista foi feita há mais de um mês, quando os muçulmanos celebravam o Ramadã, e foi conduzida por uma equipe que está no Oriente Médio.

 Além desta entrevista, oferecem também imagens das atividades deste membro do grupo terrorista que são fotogramas do documentário.

O terrorista nasceu na Alemanha e tem nacionalidade polonesa, é conhecido como Adam A1 N e se considera como um “servidor de Deus, um crente fiel ao único deus”. Sua mãe é polonesa e católica e ele a considera “infiel”, enquanto seu pai é palestino procedente de Jordânia.

“Farei qualquer coisa por Alá e, se tiver que me converter em mártir, será o melhor destino que ele escolherá para mim. Ser crente é uma aventura maravilhosa na minha vida. Tinha quinze anos quando meus olhos se abriram para ver o único Deus. Então entendi a palavra de Alá dizendo que os infiéis são piores que animais”, afirmou. Continuar lendo